WordPress database error: [You have an error in your SQL syntax; check the manual that corresponds to your MySQL server version for the right syntax to use near '' at line 1]
SELECT count(*) FROM pfs_post_like_rate WHERE post_id =

Fabiana Scaranzi

962 MATÉRIAS 75 comentários

0 1389

Depois de anos em um mesmo relacionamento, é natural se sentir insegura quando você se vê de volta no jogo da paquera. Mas nada de pânico! Um primeiro encontro é como andar de bicicleta. Fazendo as perguntas certas você consegue ter uma noite agradável e ainda descobre se ele é o cara certo para você


(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

Ok, aquela fase de negação já passou! Você já assistiu mais filmes do que deveria embaixo do edredom enquanto devorava um pote de sorvetes, agora é hora de voltar para o jogo e arrasar na paquera. Depois de anos em um relacionamento estável, como não se sentir insegura, achando que você perdeu o dom na arte do flerte e da sedução?

Antes de deixar que a insegurança tome conta e você passe a negar um encontro bacana pelo simples medo de tentar, separamos oito perguntas infalíveis que, além de serem assuntos ótimos para tornar o clima mais leve e descontraído, ainda vão ajudar você a descobrir que ele é (ou não!) o homem da sua vida.

1. Onde você fez faculdade?
A ideia do lugar onde ele frequentou boa parte da vida é o começo de papo que você precisa pra saber um pouco mais dele, se é mais caseiro, se é baladeiro…“Descobrir o estilo do rapaz, se ele foi morar fora, ou se mesmo na faculdade ainda viva com os pais, te dará a noção se tem uma tendência maior a liberdade ou se está acostumado a viver em um ambiente familiar”, explica a terapeuta de casal de São Paulo, Arlete Gravanic.

2. O que você faz no seu tempo livre para se divertir?
É através dessa perguntinha tão comum que você descobrirá se têm afinidades ou hobbies em comum. Ele gosta de esporte ao ar livre nos sábados de manhã, mas você adora dormir até tarde nos finais de semana. Será que, por ele, vale a pena quebrar a rotina ou isso já mostra que vocês têm pouco em comum? Arlete lembra ainda que através dos hobbies, é possível traçar um perfil do outro. Ele é mais acomodado ou faz a linha proativo? Está sempre investindo nos relacionamentos com parentes ou amigos ou preza um momento de individualidade? Lembre-se que, ao dar uma chance para esse novo relacionamento, você passará a estar presente nesses momentos de lazer. Agora, é só avaliar se você ficou animada e se já está pronta para aproveitarem juntinhos cada aventura!

3. Qual é o seu programa de televisão preferido?
Essa é a hora de descobrir se o gato está antenado nas novidades de séries e filmes, ou segue a linha convencional de jornais de notícia e esportes. E mais: agora você pode calcular quantos finais de semana passará viajando e quantos ficará em casa, de olho na telinha. Se você percebeu que ele é super ligado em atualidades e sabe tudo o que está rolando pelo mundo, é melhor correr e baixar um app de notícias no seu celular. O mesmo vale para livros! Aqui é importante perceber também quanto tempo ele gasta com esse lado intelectual. Se você também gostar, ótimo. Se não, pode escolher outro programa enquanto ele lê. Nada como aprender a respeitar as individualidades de cada um.

4. No que você trabalha? Você gosta do que faz?
Só amor não traz felicidade. É preciso uma dose de ambição para crescer na vida e conquistar cada vez mais. Mas livre-se de qualquer preconceito! Arlete diz que dentro de uma mesma profissão, existem vários cargos – e consequentemente – salários diferentes. Tente descobrir o quanto ele se empenha e busca crescer no mercado de trabalho e onde gosta de investir o salário que batalha mensalmente para ganhar: ele prefere economizar nos restaurantes para viajar no fim do ano, ou prefere gastar em roupas e, por isso, quase nunca pode curtir uma balada com você? As prioridades dele passarão a interferir nas suas se vocês vierem a ser um casal. Agora é hora se você está disposta (ou não!) de abrir mão das suas.

5. Como é sua relação com a família?
A relação dele com a família pode ter seus prós e contras. Ao mesmo tempo que ela é capaz de mostrar o quão carinhoso ele é com os pais e irmãos, é possível perceber se o laço que o prende (principalmente com a mãe) ainda é estreito. “Quando uma pessoa se afasta da família, isso demonstra que eles eram muito invasivos e abusadores, ou até que seus parentes eram pouco afetivos e, por isso, não criaram vínculos. Esse comportamento pode refletir na sua relação com ele, uma vez que ele nunca aprendeu a importância do carinho”, diz a terapeuta. Entretanto, alguns homens ainda sentem a necessidade de passarem os finais de semana com a mãe, revelando que ele busca na parceira uma mulher com instinto maternal ou que aceite que ela jamais será a mulher mais importante da vida dele. Que tal propor a ele que encontre os pais e irmãos enquanto você está na academia? Assim a visita não se torna uma cobrança e você não faz com que ele abra mão de um vínculo tão importante.

6. Para onde você já viajou e onde gostaria de conhecer?
Além de ser um assunto fácil de conduzir, fica fácil saber se viagens e passeios culturais são prazeres importantes na vida dele e se vocês têm interesses em comum quanto aos lugares que querer visitar. Arlete lembra que, mesmo entre os homens, existem aqueles mais consumistas, que preferem uma viagem para fazer compras, ou os mais intelectuais, que não abrem mão de conhecerem todos os museus de Paris. Agora você já sabe: ele adora tecnologia ou é uma pessoa aventureira? Quando você vai montar seu roteiro de viagem, os planos e passeios dele combinam com os seus?

7. Que tipo de música você gosta?
Pode parecer brincadeira, mas o gosto musical pode, sim, separar um casal! É preciso conhecer o gosto do outro para saber se está disposta a assistir um show ou outro de bandas que você não tem interesse simplesmente para agradar o parceiro. “Essa diferença de estilos restringem os programas para fazer a dois. É necessário abrir concessões pelo outro, mas não como um favor, mas sim porque está disposto a agradar e mergulhar no mundo daquele de quem gostamos”, explica Arlete. Agora, se sertanejo ou rock não for mesmo a sua praia, você está pronta para deixar que ele vá apenas com os amigos ou será aquele tipo de namorada que o privará de fazer o que mais gosta? Será que é certo que ele mude seus gostos por sua causa? Um momento de lazer sem a presença do parceiro pode até fazer bem ao relacionamento. Esse “distanciamento” alivia a pressão, a cobrança, a presença do outro 24 horas ao seu lado. Mas só sugira fazer passeios diferentes se você souber controlar seu ciúme, ok? Senão você só estará trocando um problema – no caso, a diferença de estilos – por outro, que no caso é a insegurança!

8. Você já veio aqui antes?
Além de poder avaliar os lugares que o pretendente frequenta, o assunto ajuda a suprir aquela falta de assunto e o silêncio embaraçoso que vira e mexe acontecem em um primeiro encontro. Conversem sobre o lugar, a música ambiente, as opções de cardápio… O assunto, além de leve, vai fazer o tempo passar voando e você com certeza descobrirá outros gostos em comum, como a comida e bebida, por exemplo. E nada de tentar descobrir que tipo de pessoa ele já levou para o lugar que escolheu para o primeiro encontro de vocês. Se ele perceber que você está jogando e sondando seu passado, ele pode te achar controladora e decidir fugir de lá antes mesmo de pedir a sobremesa! De resto, boa sorte! E se não der certo com esse, não desanime!

0 2198

Mais do que arrumar as malas e correr para o portão de embarque, saiba que algumas atitudes vão garantir que você curta as suas férias do começo ao fim – exatamente como você merece e sem problemas!


aproveitar viagem

Você comprou sua passagem, reservou o hotel, fez as malas e conseguiu um corpo perfeito (ou quase!) para usar seu biquíni novo. Pode parecer que você está mais do que preparada para curtir suas férias, mas na verdade, existem algumas atitudes não tão óbvias que você deve fazer antes de viajar. As dicas são muito mais psicológicas do que práticas. O segredo é que ter uma viagem perfeita só depende de você!

1. Planeje com antecedência
Dedique o máximo de tempo possível para planejar suas atividades nas férias. O destino, o transporte, os documentos e passaportes em dia, todo o roteiro de passeios que você faz questão de fazer… Assim você otimiza o seu tempo e não perde horas preciosas tentando se organizar ou definir por onde começar. Se for preciso faça uma lista. Coloque ali tudo o que você vai precisar para ter a viagem dos seus sonhos como gostaria. Qualquer item é importante: desde a atualização de visto e passaporte, até o protetor solar que você não pode deixar de comprar. Quanto mais organizada você estiver, maiores as chances de ter uma ótima viagem do começo ao fim. Não se esqueça de carregar a bateria da máquina fotográfica, hein?!

2. Não exagere nas expectativas
Você pode – e deve! – criar algumas expectativas para sua viagem, desde que sejam realistas. Por exemplo, não é errado acreditar que esses dias de folga serão perfeitos para você curtir e relaxar, mas nada de começar sua viagem acreditando que será a melhor experiência da sua vida. Nesse caso, é bem capaz que você se sinta frustrada e bem decepcionado caso algo não ocorra como o esperado. Lembre-se: quanto mais baixas forem as suas expectativas, melhor será a sua reação quando algo inesperado acontecer para marcar sua viagem para sempre. Um brinde às boas surpresas!

3. Comece e termine em grande estilo
Depois de meses de que realizamos uma viagem, as experiências que mais nos marcam são as que realizamos nos primeiros e últimos dias. Por isso, escolha seus passeios preferidos para essas datas. Que tal começar com um mergulho, uma caminhada, ou uma excursão mais interessante assim que se acomodar no hotel? E não deixe para fazer as malas na noite que antecede a sua volta. Empacotar as roupas (e as sacolas de compras que você não resistiu!) e fazer tudo caber novamente nas malas pode ser um trabalho tenso, complicado e muitas vezes bem irritante. E você não quer terminar sua viagem com seu nível de stress lá no algo, quer?

4. Não compare a viagem atual com antigas, ou com a de amigos
Se tem uma coisa capaz de arruinar qualquer diversão é comparar uma experiência com a outra. Será impossível aproveitar sua viagem ao máximo se você bater sempre na tecla de que o hotel, a localização, a comida ou os passeios poderiam ser melhores. Por isso, ao invés de comparar sua viagem atual com aquelas bem-sucedidas no passado, ou com a de amigos que viajaram para o mesmo destino que você, tente focar no que você precisa naquele momento. Quer uma viagem para relaxar ou cair na balada? Sua viagem não será mais ou menos divertida que a dos seus amigos se eles frequentaram bares e boates todas as noites, quando tudo o que você mais quer é visitar lugares históricos, passar o dia na praia e ter uma boa noite de sono para repor as energias.

5. Deixe o trabalho no trabalho
Se você gastar meia hora que seja das suas férias para responder um e-mail, atender um telefonema ou, pior ainda, “atualizar um relatório rapidinho”, você com certeza não estará curtindo seu tempo livre ao máximo. E não é só pelos minutinhos que você gastou com algo que deveria ser resolvido pela sua equipe de trabalho, mas sim porque sua mente não conseguirá relaxar nem aproveitar em paz cada momento da viagem que planejou há meses. Portanto, o melhor é se certificar de que você deixou pronto tudo o que precisava antes de sair do escritório para as suas férias. Considere, ainda, desativar seu e-mail profissional durante a viagem. Pode parecer difícil para as workaholics, mas vai valer a pena.

6. Compartilhe suas melhores histórias
Suas férias podem até durar algumas semanas ou dias, mas com certeza você vai passar anos recordando as melhores experiências de cada uma delas. E serão essas histórias que manterão vivos os bons momentos em sua memória. Criar um álbum de fotos dos momentos mais marcantes das nossas viagens também nos ajuda a sentir o gostinho das nossas férias quando voltamos a rotina de trabalho. Mas nada de deixar as fotos na pasta do celular. Para deixar sua viagem ainda mais especial passe as fotos para o computador logo, ou se preferir, mande revelar suas fotos preferidas e capriche na criatividade para criar um álbum de fotografias bem bonito. Vale tudo, até mesmo colar o guardanapo daquele restaurante incrível que você jantou no primeiro dia ou o ingresso do teatro que você fez questão de conhecer!

0 1558

Além de dar luminosidade à pele, quando usado no lugar certo, o iluminador corrige as proporções e contornos da face. Pode apostar!


Onde aplicar: O lugar mais interessante para aplicá-lo é na região das têmporas e um pouquinho na maçã do rosto, formando uma meia-lua. Você também pode experimentar na ponta do nariz, queixo e na margem das sobrancelhas, dependendo do que quiser destacar ou corrigir.

Como aplicar: A maneira de aplicar o iluminador em creme, líquido ou mousse é a mesma. Espalhe o produto sobre a pele com dedos ou com um pincel sempre de forma suave para garantir uma camada fina.

Quem pode usar: O iluminador serve para dar um brilho na maquiagem, além de deixar a pele com uma aparência saudável. Portanto, toda mulher pode (e deve!) incluir o produto no nécessaire, apenas variando no modelo de acordo com as condições da pele.

Qual usar: Mulheres com pele mais oleosa devem apostar nos iluminadores em pó. Fora isso, não há restrições. Em relação à cor, as morenas podem optar por tons de bronze, enquanto as mais clarinhas pelo champagne.

Quando usar: Iluminadores podem ser usados a qualquer momento do dia, apenas variando a quantidade do produto. Quem deseja um efeito mais discreto deve optar por produtos com pouco brilho, de preferência em pó. Eles proporcionam uma luminosidade mais “sequinha”, perfeita para quem não quer chamar atenção. Agora, se a intensão é arrasar na balada ou em um evento chiquérrimo, iluminadores cremosos, com um pouco de brilho, são uma boa pedida.

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

(Imagem: Pinterest)

Como amenizar imperfeições:

(Imagem: Pinterest/listotic.com)

(Imagem: Pinterest/listotic.com)

– Para aumentar o olhar: Aplique o iluminador abaixo da sobrancelha. Quem tem olhos pequenos também pode aplicar o produto no cantinho interno nos olhos.

– Para afinar o nariz: Use o produto bem no ossinho. Quando a luz bater, o foco se concentrará no centro, dando a impressão de um nariz mais fino e estreito.

– Para dar up na pele: Faça um C invertido, aplicando o iluminador bem em cima do ossinho das maçãs, subindo acima das têmporas.

– Para ter lábios carnudos: Aplique um pouco de iluminador no arco do cupido, aquela ondinha localizada no centro do lábio superior.

– Para afinar o rosto: Espalhe o iluminador no queixo e em toda zona T. Quem tem queixo e maxilar grandes, deve evitar esse truque.

0 1569

Chegou a hora e a vez das calças que deixam o tornozelo à mostra! A palavra cropped - que em inglês significa “encurtada” - define a tendência de moda que está fazendo o maior sucesso nesse inverno


IMG_4604

As calças curtas, também chamadas de cropped pants ou cullote, cuja modelagem lembra as calças dos uniformes de judô, estão gerando polêmica no mundo fashion. Tem muita gente que torce o nariz pra elas…Isso porque seu comprimento midi, que fica entre a panturrilha e o ossinho do tornozelo, e a sua cintura alta, tendem a encurtar e “achatar” as proporções do corpo. Mas que elas são uma forte tendência, isso é verdade!

Por isso, se você não é magérrima e nem tem 1,70m (essas podem usá-las até com tênis ou sandalia flat e birkenstock) é preciso tomar certos cuidados na hora compor o look com esse tipo de calça.

Vamos então a alguma regrinhas básicas que podem te ajudar na hora de usar sua cropped pant:
1. Use com salto alto (sandálias abertas são ideais!) de preferência na cor nude que vai alongar o tornozelo
2. Use com blusas, camisas ou camisetas sempre colocadas por dentro. Se você está com o corpinho em cima, os top cropped também são uma ótima opção.
3. Prefira as de tecido como a seda, o algodão ou viscose que têm um caimento mais leve.
4. Caso queira usar algum blazer ou casaco, o comprimento deve terminar na altura do quadril.
5. Tente compor looks monocromáticos que vão harmonizar mais a sua silhueta
6. Prefira as cropped pants lisas
7. Evite as clochard, aquelas que são amarradas por uma faixa na cintura, pois podem fazer volume na barriga. O mesmo vale para as que têm pregas laterais.

Algumas marcas como Empório Armani, Alexander Wang, Proenza Schouler, Rochas e Victoria Beckham, apostam nessa tendência para o Outono/Inverno 2015/2016. Portanto, pelo menos nesta próxima estação, as cropped pants ainda vão continuar no circuito fashionista. Por isso, se você tem uma pantalona que esta estacionada há tempos no guarda-roupa, experimente passar a tesoura no comprimento pra ver como você se sente dentro dela. Olha que você pode se apaixonar!

IMG_4608IMG_4609

Processed with Moldiv

IMG_9831

IMG_9836

IMG_9856

IMG_9863

    0 1622

    Diante da situação do mercado de trabalho atual, trabalhar como freelancer deixou de ser uma maneira de continuar no jogo quando se está desempregada e se tornou uma estratégia flexível e viável de carreira a curto e longo prazo. Atuar como freelancer coloca você no controle do seu próprio tempo e escolhas. Contanto que você tenha disciplina e wi-fi, você pode trabalhar de qualquer lugar do mundo


    (Imagem: Pinterest/startupcamp.com)

    (Imagem: Pinterest/startupcamp.com)

    A princípio parece um sonho: acordar a hora que quiser, não precisar gastar com gasolina, nem pegar trânsito ou ter que escolher uma roupa diferente para ir ao escritório todos os dias… Mas trabalhar como freelancer definitivamente não é para todos. Se você gosta de estabilidade, horas razoáveis, salário regular, ter apenas um chefe para saber lidar ou ter um grupo de amigos para fazer um happy hour toda sexta-feira, o trabalho como freela não vai funcionar para você. Para ser bem-sucedida nesse ramo, você tem que ser independente e ter uma ética de trabalho bem séria e responsável. Lembre-se que é assim que você vai pagar suas contas pelo mês, por isso, talvez não valha a pena fazer aquela pausa para assistir um filme imperdível que está passando na sessão da tarde. Agora, se este for mesmo o seu sonho, preste atenção nessas nove dicas para tornar seu trabalho em casa em uma carreira de sucesso.

    1. Saia de casa
    Pode parecer uma vantagem fazer seus próprios horários quando se trabalha em casa, mas se você for uma pessoa sociável e comunicativa, em algumas semanas você estará surtando pela falta de companhia. É importante para um freelancer manter o estimulo social de um ambiente de trabalho, mesmo que não seja necessariamente dentro de um escritório. Por isso, procure passar a tarde trabalhando em lanchonetes e cafés. Isso ajuda na produtividade, uma vez que você deixa de se sentir solitária e para de se distrair a cada 15 minutos só para dar uma fuçadinha nas suas redes sociais.

    2. Faça uma planilha financeira
    Você pode perder um pouco a noção dos seus gastos e lucros ao trabalhar como freelancer, principalmente se passar a atuar em mais de uma empresa ao mesmo tempo. Para não perder o controle do quando está ganhando mensalmente e se esse valor é necessário para cobrir suas contas, faça uma planilha no Excel anotando quando está sendo paga, quanto e por quem. A irregularidade desse tipo de trabalho significa que você precisa saber sobre qualquer risco de prejuízo financeiro antes que eles aconteçam. Ao ter esse controle, você consegue medir quantos projetos precisará assumir no próximo mês para cobrir as lacunas dos meses anteriores. Como freela, é fundamental ter um olho no futuro e planos a longo prazo.

    3. Não jogue fora seus contratos
    Ao longo do ano, é provável que você tenha pego trabalhos diferentes para diferentes empregadores. Portanto, uma boa ideia é listar para quem você trabalhou, quando e por quanto tempo atuou naquela empresa e quanto recebeu por cada trabalho realizado. Essa é uma boa maneira de controlar quanto tempo trabalhou para uma empresa em particular e o quanto você fez por ela. Assim, além de poder mostrar seus resultados caso descubra que existe uma vaga aberta a qual você deseja se candidatar no futuro, você ainda pode negociar melhor o valor do seu trabalho no futuro, uma vez que tem se dedicado ao mesmo empregador a tanto tempo.

    4. Certifique-se de assinar um contrato antes de iniciar um trabalho
    Mesmo como freelancer, você tem direitos garantidos por lei. No caso de um jornalista freelancer, por exemplo, a empresa passará a deter todos os direitos sobre o seu trabalho e também vai defende-lo se, por exemplo, uma outra empresa plagia-lo. Por isso, procure saber o que a sua área de atuação lhe garante como direito e faça questão de exigi-lo antes de fechar qualquer negócio.

    5. Leve seu trabalho a sério
    Trabalhar como freelancer pode parecer sinônimo de um estilo de vida despreocupado. Entretanto, aquela sensação de pisar no freio e desacelerar a rotina estressante é pura ilusão. A necessidade de cumprir diferentes tipos de prazo pode levar você a loucura se você não criar uma rotina regrada e cheia de disciplina. O ideal é priorizar os trabalhos de acordo com o prazo, mas todos devem ser feitos – e com qualidade.

    6. Faça amizade com outros freelas
    Aqui o conselho vai além do networking fundamental no ambiente de trabalho para conseguir novos contatos e abraçar projetos futuros. A verdade é que a maioria dos nossos amigos atuais são do tempo de faculdade ou do último emprego fixo e, por isso, a maioria terá horários diferentes dos seus e quase nunca estarão disponíveis para um drink ou dois depois do expediente. Ao fazer amizade com pessoas que trabalham dessa mesma forma, você passa a ingressar em um novo círculo social, conhece pessoas que entendem as loucuras dos seus horários e, portanto, serão mais maleáveis quando a loucura dos seus horários caso você precisar desmarcar um compromisso ou outro em cima da hora.

    7. Crie uma rotina
    Antes de começar a trabalhar, avalie qual horário do dia você é mais produtiva. De manhã, à noite, ou até de madrugada? Então cerifique-se de criar uma agenda que esteja adequada ao horário de melhor concentração, foco e criatividade. Coloque o despertador sempre no mesmo horário, tome um bom banho, almoce sempre no mesmo horário. Tente agir exatamente como faria se estivesse trabalhando em uma empresa. Apesar de atuar como freelancer, tome algumas posturas do trabalho fixo para o seu estilo de vida atual. Por exemplo, você pode até gostar de trabalhar de madrugada, mas não tem obrigação de responder e-mails ou Whatsapps do seu chefe depois do horário comercial. Freelancer é um trabalho sério como todos os outros e, se dentro das empresas você não é obrigada a responder mensagens ou atender pedidos durante os finais de semana, não é só porque você está em casa que pode abrir uma exceção. Você merece um tempo de qualidade para curtir seu tempo livre, esvaziar a cabeça e relaxar.

    8. Cada chefe, uma postura
    Ser freelancer é se tornar uma especialista em se comunicar através de redes sociais. Isso pode ser uma benção se você tem dificuldade em conversar com seu chefe pessoalmente, principalmente se for para pedir alguma coisa: sair mais cedo, aumentar o salário, ganhar uma promoção… Mas ao trabalhar para diferentes empresas e empregadores, é fundamental lembrar que cada uma tem necessidades e estilos de comunicação diferentes. Algumas vão esperar que você responda e-mails imediatamente e ficarão indignados se você não o fizer, outras vão ficar surpresas com a sua ansiedade e poderão ver sua atitude como desespero. Para não errar, procure responder e-mails e pedidos sempre no mesmo dia e aposte na linguagem formal. Com o tempo, o vínculo entre vocês possibilitará uma conversa mais informal e até um prazo maior nos prazos de entrega.

    9. Esteja preparada para os comentários maldosos
    Tem muita gente que ainda pensa que trabalhar como freela é ter um olhar despreocupado e até mesmo irresponsável sobre a vida. Tente não se irritar (nem se sentir frustrada) quando lhe perguntarem o que você vai fazer quando tiver uma carreira de verdade. Lembre-se que trabalhar como freelancer vai te dar diferentes novas habilidades: independência, confiabilidade, concentração, foco, disciplina e capacidade comprovada de fazer o malabarismo de trabalhar em cinco projetos ao mesmo tempo. Um último conselho? Não tenha medo de mudar de direção quando sentir vontade ou necessidade. Você tem liberdade total para fazer e ser quem você quiser! Assuma o controle da sua vida e vá em frente!

    0 17658

    Se você sofre com rinites alérgicas e está sempre com um lencinho dentro da bolsa, a solução para diminuir a coriza e coceira nos olhos pode estar mais perto do que você imagina: na lista de supermercado!


    alergia

    Algumas alergias tendem a piorar em determinadas épocas do ano. No inverno, por exemplo, o vento e clima mais seco facilitam a dispersão da poeira e pólen, agravando quadros de doenças respiratórias, como rinite e sinusite. Mas o que a maioria de nós não sabe (até agora!) é que alguns alimentos desempenham um papel importante na hora de prevenir, ou agravar, alergias respiratórias.

    Infelizmente, nosso sistema imunológico reconhece o pólen e proteínas semelhantes em determinados alimentos e automaticamente manifesta uma reação alérgica a eles. O nome disso? Síndrome da Alergia Oral! “Uma em cada cinco pessoas sofre de rinite alérgica sazonal, o que faz com ela espirre constantemente, seu nariz escorra ou entupa e seus olhos lacrimejem quando a contagem de pólen aumenta, principalmente a partir do outono”, explica a nutricionista de São Paulo, Daniela Cyrulin.

    Ao sentir a presença desse pólen, nosso corpo entra em estado de alerta e começa a atacar. Em outras palavras, alguns alimentos aumentam a liberação da histamina, forçando nosso corpo a reagir, causando as tão famosas coceiras na garganta, irritação no nariz e ardência nos olhos. Mas que alimentos são esses? Talvez seja uma boa ideia se você se afastar – ou se despedir de vez – dos sete alimentos que listamos abaixo se você já estiver cansada de assoar o nariz 20 minutos após cada refeição.

    1. Aipo

    aipo
    Quem diria que um alimento tão saudável quanto o aipo poderia agravar suas crises alérgicas, né? Entretanto, ele se torna um perigo para quem sofre de alergia ao pólen de bétula, que, de acordo com Daniela, é um potente estimulante para alergias. O resultado? Um espirro atrás do outro! O mesmo vale para as cenouras. Por isso, talvez seja uma boa ideia fazer algumas trocas na hora de preparar o seu prato de saladas.

    2. Avelã

    avela
    Se você começar a sentir uma coceirinha na garganta imediatamente depois de tomar seu cappuccino, verifique se a avelã não faz parte da receita. Algumas pessoas são tão sensíveis ao alimento que até mesmo seu aroma pode piorar quadros alérgicos. A nutricionista explica que alguns alimentos contêm proteínas que imitam certos tipos de pólen, agravando doenças alérgicas, principalmente quando consumidos crus. E adivinhe: a avelã faz parte dessa lista!

    3. Pêssego

    pessego
    Quem sofre de alergia a pólen de gramíneas deve pensar duas vezes antes de incluir o pêssego no cardápio. Entretanto, você não precisa dizer adeus para a sua fruta preferida. Pesquisas americanas comprovaram que ao cozinhar o alimento, é possível diminuir os efeitos que causam a síndrome da alergia oral. Portanto, uma torta de pêssego uma vez ou outra, além de ser uma delícia, é, definitivamente, uma escolha mais segura. Seu nariz agradece!

    4. Pimenta

    pimenta
    Alimentos picantes, como a pimenta, o pimentão e o rábano podem desencadear problemas de azia ou refluxo, além causar danos nos ouvidos, nariz e garganta. O motivo? “Diferente da rinite alérgica, alimentos muito quentes ou temperados podem levar a pessoa a desenvolver a rinite gustatória. É a presença de uma substância chamada capsaicina, presente principalmente na pimenta, que faz com que nosso corpo reaja através de espirros, coriza e obstrução nasal”, diz Daniela. O tempo de reação, entretanto, é menor, é tende a desaparecer rapidamente.

    5. Melancia

    Melancia
    Enquanto algumas pessoas não dispensam uma fatia ou outra de melancia nos dias mais quentes do ano, outras preferem (e devem!) se manter afastadas da fruta, já que ela é rica em pólen de ambrósia, um poderoso desencadeador de alergias. Além da melancia, o melão também apresenta riscos para quem desenvolve quadros alérgicos respiratórios facilmente. Mas tente ver pelo lado positivo: o bem da sua saúde é um motivo pra lá de justo quando você tiver que escolher a torta holandesa ao invés da salada de frutas durante as sobremesas.

    6. Tomate

    tomate
    Se você tem alergia a grama é melhor deixar o tomate fora da sua lista de supermercados. Em épocas como a primavera e verão, o pólen de gramíneas em contato com a proteína de pólens de frutas e legumes pode levar a espirros, coceira nos olhos, coriza e rinite, e, em casos mais graves, até mesmo febre e asma. A reação se torna ainda pior se o tomate for consumido cru.

    7. Álcool

    vinho
    Bebidas alcoólicas, principalmente a cerveja e o vinho, podem piorar sua congestão nasal. O mesmo vale para o chocolate, já que, de acordo com Daniela Cyrulin, ambos os alimentos aumentam a produção de muco e pioram os sintomas de coriza e obstrução das vias respiratórias. Então, talvez valha a pena deixar a cerveja de lado e escolher uma nova bebida no cardápio do happy hour semana que vem.

    0 39917

    Aprenda a fazer diferentes versões desse penteado que fica lindo em todo tipo de cabelo


    IMG_4693

    Os coques fazem a cabeça das celebridades, seja nos eventos mais chiques, até nos dias de bad hair day! Eu mesma não dispenso um coque rápido e prático. Se você fizer um coque e colocar óculos escuros então… pronto! Ninguém vai perceber que seu cabelo estava num dia ruim além de acharem seu look bem sofisticado. E puder arrematar com belo batom, melhor ainda.

    O penteado cai bem para todos os tipos de cabelos e comprimentos e está liberado para todas as idades. O difícil apenas é escolher seu estilo favorito: coques mais altos criam um ar mais moderno, o mais baixo, deixa o look mais sério. Coques com tranças deixam o visual mais romântico, já os laterais, são clássicos e ideais para festas e coquetéis.

    Escolhi meus quatro modelos preferidos para você se inspirar e fazer seu próprio coque em casa. Dê uma olhada!

    Coque trançado

    (Imagem: Pinterest/fabartdiy.com)

    (Imagem: Pinterest/fabartdiy.com)

    Coque transpassado

    (Imagem: Pinterest/buzzfeed.com)

    Coque donut

    (Imagem: Pinterest/prettydesigns.com)

    Coque twisted

    (Imagem: Pinterest/pinmakeuptips.com)

    ELAS USAM… E ARRASAM!

    Os coques são presença garantida no look das celebridades, independentemente do evento. Separei os melhores modelos para vocês. Agora é só copiar e abusar desse penteado a vontade!

    (Imagem: Pinterest/.stylebistro.com)

    Jessica Alba com coque clássico no tapete vermelho (Imagem: Pinterest/.stylebistro.com)

    Kate Middleton aposta nos coques laterais (Imagem: Pinterest/telegraph.co.uk)

    Kate Middleton aposta nos coques laterais (Imagem: Pinterest/telegraph.co.uk)

    pinterest.vogue.co.uk

    Michelle Williams com coque trançado (Imagem: Pinterest/vogue.co.uk)

    Selena Gomez com com coque baixo. Penteado clássico e atemporal. (Imagem: Pinterest/.bellasugar.com)

    Selena Gomez com com coque baixo. Penteado clássico e atemporal. (Imagem: Pinterest/.bellasugar.com)

    Taylor Swift com prefere coques altos (Imagem: Pinterest/.i.imgur.com)

    Taylor Swift com prefere coques altos (Imagem: Pinterest/.i.imgur.com)

    Alessandra Ambrosio criou um look moderno ao escolher pelo coque bagunçado (Imagem: Pinterest/.stylebistro.com)

    Alessandra Ambrosio criou um look moderno ao escolher pelo coque bagunçado (Imagem: Pinterest/.stylebistro.com)

    pinterest.jetsetbabe.com

    O coque bem preso de Kim Kardashian é ótimo para os dias de bad hair day! (Imagem: Pinterest/jetsetbabe.com)

    Jennifer Lawrence preferiu um coque mais soltinho! (Imagem: Pinterest/herinterest.com)

    Jennifer Lawrence preferiu um coque mais soltinho! (Imagem: Pinterest/herinterest.com)

    0 1586

    O bom e velho moletom continua o mesmo, mas a maneira de usá-lo mudou!


    Sabe aquele moletom super casual que a gente usa para fazer esporte, caminhar ou simplesmente ficar jogada em casa naqueles dias de preguiça? Aquele que você estava quase aposentando…esqueça! Tire ele já do armário e faça um teste: experimente usá-lo com saias dos mais diversos shapes: pregueada, lápis, evasê, mini, midi em diversos materiais: couro, renda, lã, bordado e até paetês, no melhor estilo hi-lo. Você vai ver que seu moletom, que é a peça ideal para temperaturas amenas, vai ganhar uma cara nova e uma pegada super glam! Aprenda aqui como montar esses looks super bacanas!

    Duas maneiras de usar o mesmo moletom. Olha que legal a sobreposição na foto da direita.

    Duas maneiras de usar o mesmo moletom. Olha que legal a sobreposição na foto da direita.

    Ouse e use seu moletom com paetês no melhor estilo hi-lo

    Ouse e use seu moletom com paetês no melhor estilo hi-lo

    O moletom ganha glamour usado com saia lápis de couro

    O moletom ganha glamour usado com saia lápis de couro

    Moletons lisos ficam lindos com saias animal print ou estampa étnica

    Moletons lisos ficam lindos com saias animal print ou estampa étnica

    Com saia floral ou com saia xadrez num estilo college

    Com saia floral ou com saia xadrez num estilo college

    Com saia de renda seu moletom pode ganhar um ar romântico ou super sexy

    Com saia de renda seu moletom pode ganhar um ar romântico ou super sexy

    A mesma saia usada com um moletom e acessórios mais clássicos e à direita mais esportivo

    A mesma saia usada com um moletom e acessórios mais clássicos e à direita mais esportivo