Caspa no inverno: o que fazer para combater a descamação

Além do stress, as baixas temperaturas também influenciam no surgimento da caspa. Veja o que fazer para pôr fim ao problema e ter cabelos lindos e saudáveis

0 589

caps

Caspa não é sinônimo de má higiene, não! Sabia que alterações hormonais e stress são os principais fatores para a tão indesejada descamação? E como é ruim, né? As casquinhas brancas deixam o cabelo com aspecto sujo e ainda provocam uma coceira daquelas. E dá pra ficar pior: no inverno o fungo (chamado malassezia) se prolifera ainda mais, aumentando o surgimento da caspa.

E não é à toa: “No frio, tomamos banhos mais quentes e aumentamos a ingestão de alimentos gordurosos, fazendo com que as nossas glândulas sebáceas se dilatem, aumentando a produção e liberação de sebo que serve de alimento para fungos”, explica a dermatologista Maria Helena Simas. Como resultado, os micro-organismos se multiplicam, agravando a situação.

Apesar de não ter cura, a caspa (nome popular da dermatite seborreica) pode ser controlada. Como? Mantendo o cabelo sempre limpo, seco e hidratado. E, se mesmo assim as casquinhas brancas teimarem em aparecer, essas três dicas infalíveis abaixo podem te ajudar a neutralizar o problema. Anote aí!

1. Acerte no shampoo
Alguns produtos são criados especificamente para o tratamento da caspa. A diferença para o um shampoo normal é que eles contam com ativos como ácido salicílico (que trata a descamação), zincidone (que diminui a oleosidade) e bisabolol (calmante e anti-inflamatório) em sua composição. Invista neles sem medo, mesmo que o custo seja um pouquinho maior!

2. Couro cabeludo sempre limpo
Mesmo lavando o cabelo todos os dias, nem sempre o shampoo consegue eliminar todas as impurezas presentes na raiz dos fios ou no couro cabeludo. Aí, não tem jeito: quanto mais sujeita, mais oleosidade e, consequentemente, mais caspa.

O melhor, então, é apostar em uma limpeza profunda a cada 15 dias feitas em salões especializados, ou em casa mesmo. Anote aí a receita indicada pela expert em detox capilar e proprietária do Laces and Hair, Cris Dios. “Misture um limão espremido, 10 ml de vinagre de maçã, duas gotas de óleo essencial de alecrim e 10 ml de chá de alecrim. Deixe agir por 15 minutos e lave normalmente”.

3. Acerte na alimentação
Assim como a taxa de hormônios e o seu nível de stress, a qualidade da sua alimentação interfere diretamente na saúde do seu couro cabeludo. Por isso, dê preferência para alimentos saudáveis, como frutas e verduras e tente diminuir a quantidade de vinhos, queijos e massas pesadas – pratos tão frequentes durante os dias mais frios. Você vai notar a diferença rapidinho!

Bjs,
Fabi Scaranzi

*Fonte: Boa Forma