Manual de etiqueta no trabalho

Mais do que saber exatamente como se portar durante uma conferência ou reunião de trabalho, é importante também ficar atenta a algumas atitudes que você não deve nunca tomar na frente do seu chefe ou colegas de equipe

0 1848

reunião

Um pouco de riso e descontração durante uma reunião é fundamental para quebrar aquele clima pesado do ambiente de trabalho. Mas até mesmo brincadeiras e comentários exigem hora e timing certos. É possível, sim, tornar o ambiente mais leve sem se colocar em uma situação embaraçosa ou ser vista como irresponsável pelo chefe ou colegas de trabalho.

Para que você não passe nunca por uma situação constrangedora, listamos algumas atitudes que você deve evitar a todo custo durante uma reunião com a equipe do escritório. Porque não importa o quão estressada ou despreparada você esteja, toda empresa possui um manual de etiqueta (mesmo que implicitamente) e existem comentários que não devem jamais sair da boca de seus funcionários.

1. Não enfie os pés pelas mãos
Se durante toda a semana você tem ouvido rumores sobre uma possível demissão em massa, por exemplo, o ideal é manter a boca fechada e esperar até que seu superior se pronuncie sobre o assunto. Nem pense em dar aquela indireta a fim de sondar se o seu nome está ou não na lista dos funcionários que podem ser mandados embora. O desespero e a intromissão em um assunto que até aquele momento não lhe diz respeito pode ser visto como um motivo a mais para escolherem você para se desligar da equipe.

2. Não fale da sua vida pessoal, a não ser que seja perguntada
Convenhamos que o que você faz no seu tempo livre não diz respeito a ninguém, a não ser a você mesma, certo? Então, de forma alguma, justifique o seu atraso explicando que passou a noite na casa do gato e infelizmente pegou um trajeto de trânsito intenso até chegar no escritório. Contanto que você cumpra com as suas obrigações e faça os lucros da empresa aumentarem, não cabe ao seu chefe avaliar como e com quem você curte as horas de folga. Pelo contrário, isso só cria motivos para comentários maldosos sobre você na pausa para o café.

3. Não perca a calma
O medo definitivamente não é uma boa maneira de governar ou liderar uma equipe. Pesquisas já constataram que funcionários se tornam mais motivados e proativos ao trabalharem em empresas onde não se sentem intimidados por seus gestores. Portanto, nada de querer que sua equipe trabalhe sobre pressão. O medo gera desgaste emocional, cansaço mental, nervoso, falta de atenção e baixo rendimento. Lembre-se que a ditadura acabou faz tempo e que, agindo assim, não vai demorar para a empresa passar a apresentar números negativos.

4. E nunca, sob nenhuma circunstância, deixe transparecer que você não faz ideia do que está fazendo
Quem nunca apresentou um projeto ou expôs uma ideia sem ter absoluta certeza sobre o que estava falando? Não faz mal você se sentir insegura algumas vezes, o importante é não deixar o nervosismo e a falta de confiança tomarem conta. Respire fundo, conte até dez mentalmente e tente organizar rapidamente seus pensamentos, aí então comece a falar. Não disserte de forma prolixa e principalmente usando palavras que nem mesmo você sabe exatamente o que significam. Lembre – se que nesse momento você tem que tentar ser conciso e tranquilo para articular bem seus argumentos e fazer com que seu chefe preste atenção no seu projeto que tem tudo para ser um sucesso.