Tatuagem que cobre estrias? A novidade existe e virou febre!

Conheça o trabalho criado pelo tatuador brasileiro Rodolpho Torres para camuflar estrias brancas e acabar de vez com as tão indesejáveis marcas

0 1242

imagem-reduzida-e1489606004876

Mesmo quem não é fã de tatuagem vai gostar essa novidade. O tatuador brasileiro Rodolpho Torres – que trabalha exclusivamente para mulheres – virou sucesso ao se tornar especialista em camuflar estrias com tatuagem.

E quando eu digo camuflar, não é fazendo um desenho tradicional sobre as estrias, não! É esconder as estrias pintando as indesejáveis marcas com tinta cor da pele, criando um efeito de ilusão de ótica.

So sucesso dessa técnica foi tão grande que não demorou até Rodolpho começar a ganhar clientes de vários lugares do mundo. O motivo dessa “febre” é simples: a técnica é definitiva e a tatuagem não muda de cor com o tempo! “Não é micropigmentação, é tatuagem. O que permite tomar sol normalmente, sem alterações de cor no pigmento!”, reforçou Rodolpho no Instagram.

Quem pode camuflar as estrias com tatuagem
Segundo o tatuador, qualquer pessoa pode passar pelo procedimento que usa uma mistura de tintas – todas aprovadas pela Anvisa – para esconder as estrias com uma cor parecida com o seu tom de pele. É preciso ter certeza, porém, de que você não tem nenhuma reação alérgica às substâncias presentes na tinta com que é feita a tatuagem.

varizes

Cuidados com a técnica
Uma vez que a camuflagem nada mais é do que uma tatuagem comum por cima da cicatriz branca, ela tem a vantagem de que sua cor não será alterada após longos períodos de exposição ao sol. Como qualquer outra tatuagem ela só exige cuidados básicos, como a aplicação de muito hidratante corporal após a cicatrização e, lógico, protetor solar constante sobre as estrias, principalmente quando for à praia.

Atenção aos riscos
Além de ser superimportante checar se as agulhas usadas são de fato descartáveis e que a tinta não seja reutilizada, é preciso ter em mente que, assim como as tatuagens convencionais pode ser que haja a necessidade de fazer alguns retoques ao longo dos anos uma vez que o pigmento é absorvido pelo organismo lentamente.

Os riscos e efeitos colaterais desse tipo de tatuagem, apesar de bem poucos, existem, sim! Como a possibilidade do surgimento de inflamações, queloides e cicatrizes, além de alergias causadas pela tinta. Para as interessadas, recomenda-se primeiro fazer um teste (uma pequena pinta!) em um área escondida do corpo e esperar alguns dias até ter certeza de que seu organismo não vai reagir mal ao entrar em contato com o produto. Depois é só agendar sua tatuagem e dar adeus às indesejáveis estrias para sempre. Que tal?

Bjs,
Fabi Scaranzi