Você sabe qual é o melhor horário para malhar e emagrecer?

Esticar o expediente e encarar a academia não é a melhor saída. Sair da cama logo cedo e encarar um esporte ou uma esteira é a melhor aposta!

2 22331

Pratico esportes desde criança e encará-los logo cedo me dá disposição para o resto do dia! (Foto: acervo pessoal)

Pesquisa garante que exercícios físicos realizados logo após acordar são os que mais funcionam para quem quer perder peso.

Você já tentou de tudo: fazer academia à noite, na hora do almoço, segurar a dieta… Nada parece funcionar. Talvez a solução para emagrecer seja mais simples do que a gente imagina: malhar em jejum. Encarar a esteira logo cedo faz toda a diferença para quem assumiu o desafio de perder aqueles quilinhos extras. De acordo com médicos da Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, o exercício antes do café da manhã queima mais gordura e glicose (o açúcar no sangue) e, por isso, é mais eficaz na redução da resistência à insulina, substância que facilita o ganho de peso.

A pesquisa, que durou seis semanas, foi realizada em três grupos diferentes: os sedentários, os que malhavam em jejum e os que só podiam se exercitar depois de tomarem um café da manhã reforçado, rico em carboidratos. A rotina para os grupos que praticavam exercícios era a mesma: correr ou pedalar quatro vezes por semana.

Ao fim da experiência, o grupo dos sedentários ganhou, em média, três quilos e se tornaram resistentes à insulina. Já os que malhavam após se alimentarem ganharam, aproximadamente, 1,5 quilos. Apenas o grupo que malhou em jejum não engordou.

Mesmo sem uma explicação comprovada, um dos motivos deste resultado é que malhar de barriga vazia estimula o metabolismo a queimar mais gordura. Outra teoria é a de que o aumento de uma proteína muscular – que acontece somente quando gastamos muita energia em jejum – acelera a eliminação da glicose do organismo.
Todo esforço vale a pena — desde que seja com cuidado, claro

É preciso ter cuidado com essa forma de praticar exercícios, principalmente em aparelhos de musculação, já que o jejum pode provocar tontura, fraqueza e até mesmo enjoo. Claro, qualquer forma de exercício é positiva, de barriga cheia ou vazia, principalmente para quem se preocupa especialmente com qualidade de vida e bem-estar. Mas comece aos poucos, com uma caminhada leve, em ritmo moderado. E de preferência, com um personal trainer para orientá-la.