Menu
 1407
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
3 dicas para reorganizar as finanças depois do divórcio
Depois de um divórcio, é preciso reorganizar as finanças e tomar as rédeas do orçamento pessoal. Aprenda já como administrar sozinha as contas da casa sem ficar no vermelho!

dinheiro - finanças pós divorcio foto de destaque

(Imagem: Shutterstock)

Depois que passa a morar junto, é normal o casal criar uma rotina e compartilhar as tarefas domésticas, as responsabilidades com os filhos e os gastos e contas com a casa. O problema é que, diante de um divórcio, além de todo o desgaste emocional, é preciso ajustar novamente essa divisão. E, especialmente quando o assunto é dinheiro, essas novas adaptações podem dar uma grande dor de cabeça.

Se você está passando por um divórcio e precisa reorganizar suas finanças – afinal, contas como as de condomínio, água, luz, TV a cabo e a internet, por exemplo, agora serão só suas – eu separei algumas dicas inteligentes e super simples pra você ajustar o orçamento e tomar as rédeas, sozinha, do próprio dinheiro.

1. Crie uma nova planilha
Agora é hora de recomeçar! O primeiro passo pós divórcio é fazer uma lista de todas as despesas fixas que você tem mensalmente e o quanto elas consomem do seu salário. Especialmente depois de um divórcio, o melhor para colocar a vida em ordem é focar apenas no essencial. Depois de ter um custo médio fixo por mês, você será capaz de incluir outros tipos de gastos, como um passeio ou até mesmo a troca de um eletrodoméstico ou eletrônico.

2. Faça trocas inteligentes nas contas da casa
Depois que você criou uma planilha com os gastos fixos mensais, sugiro que você faça o mesmo com aquelas compras que você faz algumas vezes a cada 30 dias, outras vezes a cada duas semanas, como as compras de supermercado, por exemplo. Depois de três ou quatro meses compare os gastos e veja onde você pode economizar. Que tal tomar banho na academia e diminuir os gastos com a água na sua casa? Ou aproveitar os preços baixos da xepa ou invés de comprar frutas e verduras no mercado? Já pensou em fazer um esquema de rodízio com outros colegas de trabalho ao invés de ir de carro todos os dias e gastar mais do que precisa com gasolina? Essas trocas parecem inofensivas, mas fazem uma diferença enorme no nosso extrato no fim do mês.

3. Considere mudar para um espaço menor
Agora que você é uma mulher solteira, será que precisa de todo esse espaço onde mora? Especialmente para quem não tem filhos, a casa ou apartamento depois do divórcio, além de estar repleto de memórias da vida a dois, tende a ser muito maior do que a gente realmente precisa. E o pior: os gastos permanecem os mesmos, apesar de você não ter mais com quem dividi-los.

Pensando nisso, talvez valha a pena considerar uma mudança para um espaço menor depois do divórcio, onde você não precise se preocupar com gastos mensais como jardineiro e diarista. Além de ser mais prático e econômico, um lugar menor vai te permitir poupar uma parcela maior do seu salário mensal e, com o tempo e as contas em ordem, gastar com o que realmente importa: se divertir, espairecer, curtir os filhos, viajar…

Dicas anotadas?

Bjs,
Fabi Scaranzi

 

*Fonte: finançasfemininas

 


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação