Menu
 3353
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
8 atitudes que podem salvar seu casamento
Só amor não basta! Descubra o que você e seu marido podem fazer juntos para manter a relação blindada e longe das tão temidas DRs
(Imagem: Flickr)

(Imagem: Flickr)

Nem sempre conviver a dois é fácil. É preciso abrir mão de algumas manias, relevar os defeitos do outro, abstrair e contar até 10 diante de tudo aquilo que te incomoda (melhor nem lembrar da toalha molhada em cima da cama!). Para garantir que seu casamento seja sempre bem-sucedido, pedimos a ajuda do psiquiatra e psicoterapeuta de São Paulo, Luiz Cuschnir – que atualmente está lançando o livro Ainda Vale a Pena – Cultivar para manter os vínculos de amor (Editora Academia) – listar oito atitudes práticas e fáceis de seguir para manter sua relação longe de crises. Anote já!

1. Banheiros separados
Dormir juntinho é uma delícia, mas pensar em um banheiro só para você soa como um sonho, né? Nós, mulheres, gostamos de ter espaço para guardar nossos cremes e perfumes e os homens, por serem mais práticos, muitas vezes parecem não entender nossa necessidade de encher a prateleira com os “milagrosos” produtinhos. Se seu marido não se incomodar, sugira que ele passe a usar o lavabo ou o banheiro do quarto de hóspedes e faça do banheiro principal o seu “ambiente sagrado”. Lá você poderá relaxar e ler aquela revista inteirinha sem se preocupar se tem alguém na fila esperando para usá-lo. “Residências sem essa comodidade podem ser substituídas por uso alternado, dando a chance do banheiro se tornar um ambiente neutro”, ressalta o Dr. Luiz. Mas o acesso está totalmente liberado se ele quiser fazer uma visitinha durante o seu banho, ok?

2. Palavra-chave
Já ouviu falar em “palavra de segurança”? Muitos casais usam a tática para “pausar” uma briga quando precisam conversar sobre outro assunto, tomarem uma decisão ou simplesmente terem um momento de paz. “A palavra de segurança é uma boa ideia para quem precisa de alguns minutos para esfriar a cabeça ou até mesmo refletir sobre a causa do desentendimento”. Ela ajuda a criar um distanciamento saudável e diminui a agressividade nos gestos e palavras, como tons de voz mais alterados ou ofensas que não diríamos se pensássemos duas vezes.

3. Bandeira branca durante as refeições
É cada vez mais comum o casal só se encontrar em casa depois do trabalho então, por que não garantir que pelo menos durante o jantar vocês tenham um tempo de qualidade? Estipulem a regra de que qualquer discussão mais séria pode esperar até a hora da sobremesa ou cafezinho. Cuschnir sugere que, durante a refeição, assuntos amenos sejam debatidos. Isso descontrai e relaxa a mente do dia atribulado que tiveram no trabalho. Pode ser durante o jantar também que você conseguirá organizar suas ideias e se preparar para o momento em que terão que enfrentar as diferenças.

4. Divisão justa
Toda decisão que é feita com o consentimento do casal tem chances menores de se tornar um problema no futuro. Isso cabe até para questões mais simples, como as regras dentro do próprio quarto. Decidam juntos um horário para irem dormir, entrem em acordo se vale a pena dormir com o ar condicionado ligado ou com a janela aberta, e se vocês gostam mais de edredom ou se acham o cobertor mais confortável. De acordo com o psiquiatra, o cuidado com o sono é um aspecto importante para a estabilidade psíquica, que por sua vez interfere diretamente no bom andamento do casamento. “Há casais que cuidam inclusive dos cheiros dos lençóis com talco ou aromatizadores específicos para a roupa de cama. O ato cria um clima de romance e inspira a aproximação e cumplicidade”, explica.

5. Lava, passa e cozinha
Foi-se o tempo em que as tarefas de casa eram responsabilidades exclusivas da mulher. Dividir as funções domésticas é fundamental para não sobrecarregar o outro. “Ao oferecer ao parceiro o conforto de ser servido, ou sugerir que hoje você lave a louça, você passa a mensagem de zelo e cuidado. É quase como dizer um ‘eu te amo’”, diz Cuschnir.

6. Recite o mantra
Invente uma frase – por exemplo: “foram as diferenças que nos aproximaram!” – e repita a si mesma um milhão de vezes quando se sentir incomodada pelo outro não ser ou pensar como você. Seu parceiro não é uma pessoa nem melhor, nem pior por ter crenças diferentes às suas. O psiquiatra compara o relacionamento de marido e mulher com um complexo jardim, que deve ser cuidado e regado diariamente. “É necessário aparar os pequenos espinhos que nascem da noite para o dia. Muitas vezes o que passa despercebido para um, marca a vida do outro, como atrasar-se para chegar em casa ou esquecer-se de trazer o pão que foi pedido”.

7. Longe da escola
Nada de agir como uma professora ou mãe do seu marido. Para uma relação dar certo, é preciso investir na busca pela intimidade e afeto, deixando o controle e a repreensão de lado. Ao cuidar demais, querer ensinar demais, e até mesmo, compartilhar demais, você sufoca o outro e tira dele sua individualidade, atitude que provavelmente foi o estopim para que você se apaixonasse por ele, certo? Essa cobrança e presença abusiva, com o tempo acabarão intoxicando a relação e será preciso muito trabalho (e terapia!) para que ele se sinta confiante e confortável dentro da relação novamente.

8. Brigas zeradas
Muitos casais acreditam que para uma relação dar certo é imprescindível nunca – nunca mesmo! – dormir sem ter feito as pazes após uma discussão. Mesmo que leve tempo e vocês percam algumas horas de sono, o melhor é resolver as diferenças imediatamente. Ao ir para cama brigada com o parceiro, além daquele climão horrível, tanto você, quanto ele, passarão a noite magoados e ressentidos, remoendo várias e várias vezes as ofensas que trocaram. Não é melhor começar um novo dia em clima de reconciliação? Entretanto, Cuschnir alerta para a importância de não tornar o momento na cama, uma invasão. “A reconciliação está associada a um contato físico que ocorrerá quando dormirem. Isso pode levar a uma relação sexual cheia de constrangimentos, uma vez que algumas diferenças ainda não tenham sido dissolvidas totalmente. Então, nada de forçar a barra!


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação