Aprenda a não desistir dos seus compromissos

Você adora se inscrever em novos cursos e fica toda animada sempre que surgem novidades na sua agenda. Mas pouco tempo depois, você deixa a maioria dos compromissos pra lá… Força de vontade você tem de sobra, o que falta agora é disciplina!

0 1495
Aula de hidroginástica logo de manhã para não perder o pique!

Aula de hidroginástica logo de manhã para não perder o pique!

Temos tanta coisa para fazer todos os dias que fica difícil resistir à tentação de pular um compromisso ou outro de vez em quando. E parece que, com a presença do nosso smartphone ali, sempre a mão, fica fácil matar aquela aulinha de spinning com o personal. Afinal, é só mandar um WhatsApp avisando que “surgiu um imprevisto”, certo? O problema é que, atualmente, mais fácil do que assumir um compromisso, é sair dele — principalmente porque, por meio de mensagens no celular, Facebook, Twitter e e-mail, você não precisa olhar nos olhos dos outros ao admitir que mais uma vez não vai poder estar presente.

Desmarcar um compromisso às vezes é inevitável, mas isso não significa que a atitude seja positiva ou que deve se tornar um hábito. Então, como criar coragem para sair debaixo do edredom e se encontrar com as amigas em vez de mandar uma mensagem cancelando? Separamos algumas dicas para torná-la menos propensa a desistir dos seus planos, porque mesmo sendo tentador, você não quer abrir mão da sua vida social, certo?

1. Anote tudo
Provavelmente você já perdeu as contas de quantos compromissos faltou simplesmente porque esqueceu de anotar que os havia agendado. E o pior: sem ter uma agenda sempre a mão, você corre o risco de programar dois eventos ao mesmo tempo e, consequentemente, decepcionar alguém. Ao anotar suas atividades futuras você consegue controlar suas promessas não só com os outros, mas com você também, além de não correr o risco de gastar dinheiro à toa, já que muitos compromissos necessitam investimento, não só de tempo, mas financeiro.

2. Defina regras para si mesma
É normal querer cancelar um compromisso ou outro às vezes, principalmente quando bate aquela preguiça, mas se você faz isso o tempo todo, o ideal é criar regras para policiar sua própria tendência de falta de comprometimento. Por exemplo, que tal estipular uma cota de vezes que você pode cancelar seus compromissos a cada semana? Ou não autorizar que você cancele um encontro com a mesma pessoa mais de duas vezes por mês? Faça uma autoavaliação e tente perceber quais são os compromissos que você tende a desistir com mais facilidade e porquê. Assim fica mais fácil de criar as regras que vão fazer você retomá-los com força total.

3. Só planeje aquilo que você está mesmo interessada em cumprir
Existem aqueles compromissos que até riscamos os dias no calendário de tão ansiosas que estamos, outros que infelizmente temos obrigação de aparecer e não podemos adiar. Agora, se você não tem vontade ou necessidade de estar presente em algum deles, não confirme nem prometa sua presença. Além de gerar falsas expectativas, você pode deixar frustrada a pessoa que lhe fez o convite e corre o risco de perder grandes amizades.

4. Se você for mesmo cancelar, faça isso o quanto antes
Diferentes eventos têm necessidades não só confirmação de presença com antecedência, mas de cancelamento também. Aquele seu café com uma amiga de infância pode ser adiado sem grandes danos na manhã do encontro, mas se alguém vem planejando uma festa surpresa a mais de um mês, por exemplo, você não pode simplesmente avisar algumas horas antes que não estará presente a não ser que apareça um imprevisto Quanto mais cedo você cancelar os compromissos que não puder assumir, melhor. Não faça com que as outras pessoas reorganizem sua agenda no último minuto só porque você desistiu. Dificilmente você continuará sendo convidada para futuros eventos se deixar as pessoas confundirem sua falta de tempo com descaso.