Fabiana Scaranzi

808 MATÉRIAS 52 comentários

Tem pneus encostados em casa? Saiba como usar esse material reciclável na decoração da sua casa e jardim


pneu-2

Quem me segue aqui no site, Facebook ou Instagram, sabe o quanto eu adoro ideias diferentes e inovadoras de decoração. Vivo procurando na internet sugestões criativas para dar um ar diferente à minha casa e escritório. E quando a ideia é baratinha e utiliza materiais recicláveis, então, melhor ainda!

Foi por isso que me apaixonei quando vi algumas fotos de jardins, salas e até banheiros decorados com pneus velhos. Um material que a gente quase não consegue imaginar fazendo parte dos acessórios da nossa casa, pode criar um efeito incrível em quintais e até no interior de um apartamento se forem usados com criatividade.

Pneus velhos são uma boa opção para quem adora uma decoração mais rústica, ou até mesmo para enfeitar uma casa na praia, no sítio, na fazenda… Capazes de deixar o ambiente mais divertido e descontraído, vale lembrar que os pneus não são materiais delicados e por isso são mais indicados para quem prefere um estilo mais “pesado”.

Dando uma boa olhada na internet, encontrei várias fotos com ideias para você usar pneus velhos como mesa, cadeiras, poltronas, balanços, vasos… dá uma olhada nas minhas ideias preferidas. Com certeza elas valerão como inspiração!

Resultado de imagem para decorar usando pneuTire puffs- reuse old tires without having the actual tire showing! Genius when you don't like wasting things but don't like the look of tire stools:

Pneus velhos além de jardineiras no chão podem muito bem serem fixados na parede e também acomodar plantas pendentes e até uma hortinha.:

reutilizar pneus baloiço:

06 - Revisteiro vermelho feito com pneu:

pneu

Os pneus de borracha não têm que ficar condenados a ir para uma lixeira! Vê os exemplos desta lista e decide como vais reutilizar pneus no teu jardim ou em casa...:

Resultado de imagem para decorar usando pneu

Imagem relacionada

pneu-4

Resultado de imagem para decorar usando pneu

Resultado de imagem para decorar usando pneu

Resultado de imagem para decorar usando pneu

Resultado de imagem para decorar usando pneu

Imagem relacionada

pneu-3

Ideias aprovadas? Tenho certeza que você vai pensar duas vezes antes de dar um fim naqueles pneus encostados no seu depósito!

Bjs,
Fabi Scaranzi

0 374

Quer dar uma escapadinha no Carnaval sem colocar o orçamento no vermelho? Veja sete dicas infalíveis para cair na folia gastando pouco


Adoro usar a semana do Carnaval para relaxar e recarregar as energias!

Adoro usar a semana do Carnaval para relaxar e recarregar as energias!

Mal deu tempo de descansar das festas de Natal e Réveillon, já está na hora de começar a se programar para o Carnaval. São cinco dias de feriado pra você gastar como quiser: descansando, em casa com a família, na praia com os amigos, no sambódromo, na balada ou atrás do trio elétrico.

Se pra você Carnaval é sinônimo de viagem, seja pra cair na folia ou pra fugir da bagunça, uma coisa é fato: alguns gastos são inevitáveis! E se não dá pra abrir mão da gasolina e pedágio, dá uma olhada nessas sete dicas abaixo pra você curtir o feriado sem gastar muito.

1. Planejar é preciso
Não adianta querer economizar se deixar para planejar sua viagem na semana do Carnaval. Quanto maior a antecedência, melhor! O ideal é procurar amigos que possam oferecer a hospedagem, assim você economiza no aluguel de uma casa ou apartamento, agora, se hotéis ou pousadas forem a única opção, não deixe de fazer sua reserva o quanto antes, pesquisando o melhor preço em sites como Trivago e Booking.com

Procure promoções, tanto de passagens aéreas quanto em hospedagens. Sabia que alguns valores caem bastante se você optar viajar de madrugada, por exemplo? Portanto, não deixe de fazer uma boa pesquisa de preços em sites especializados, como Kayak, PassagensAéreas.com.br e Decolar.com

2. Fuja do óbvio
Alguns destinos de Carnaval acabam se tornando famosos com o tempo (principalmente se ele se tornar o queridinho entre as celebridades!), aí não tem jeito: o preço dos hotéis e passagens (tanto aéreas, quanto de ônibus) vai lá no alto. Que tal então fugir dos destinos tradicionais e procurar por novas experiências com preços mais atrativos? Converse com pessoas que costumam viajar no Carnaval ou até mesmo em agências de viagens e peça referências para descobrir qual local casa com o seu perfil e estilo, sem deixar sua conta no vermelho. Lembre-se que quanto mais perto o destino, mais em conta ficará o passeio.

shutterstock_372620971-min

3. Uma viagem, muitas hospedagens
Se pra você não tem tempo ruim e você topa qualquer parada, uma boa ideia e testar diferentes tipos de hospedagens que apresentem o melhor custo-benefício para o seu Carnaval. Por exemplo: sentiu que cinco dias em um hotel vai estourar seu orçamento? Que tal fechar a diária dos dois primeiros dias e então passar para uma pousada ou hostel com preços mais acessíveis? Além de serem bem mais baratos, você aumenta as chances de conhecer pessoas novas. Bacana, né?

4. Faça as compras de supermercado na sua cidade
Cidades turísticas, como as cidades de praia, tendem a aumentar (e muito!) o preço de seus produtos durante as festas de fim de ano e Carnaval, afinal, com a forte procura, não tem porque não lucrar com os turistas, né? O aumento de preço acontece principalmente com as bebidas. Por isso, se tiver lugar no carro, combine com seu grupo de viagem de fazerem uma lista de itens básicos (papel higiênico, macarrão, molhos, frios, pão de forma, sucos, água, refrigerante, petiscos…) e irem juntos ao supermercado. O valor total sairá bem mais em conta e dividido igualmente entre todos, o desfalque não pesará tanto no bolso.

shutterstock-24-d678a125734-original

5. Divida os custos
Quanto maior a sua turma na viagem de Carnaval, menores os gastos. E isso é em relação a tudo: aluguel de casa, passeios, taxi, gasolina, pedágio, comida… Portanto, que tal retomar o contato com aqueles amigos da faculdade e combinar a viagem em turma? Além de sair mais barato, com certeza será super divertido!

6. Ponha a criatividade pra funcionar
Se faz parte dos seus planos pular Carnaval e cair na folia, entrar na brincadeira e investir na fantasia é fundamental. Mas não pense que pra isso você precisa gastar rios de dinheiro, não. Basta um pouquinho de criatividade e alguns acessórios baratos pra você transformar suas roupas em fantasias lindas de Carnaval – eu mesma ensino aqui como fazer! E o melhor: como são feitas com as suas próprias roupas, você não corre o risco de vestir nada pesado, nem quente demais. E ainda gasta pouco. Oba!

carnaval-looks-8

7. Peça dicas à quem mora na região
Ninguém melhor do que os moradores locais do destino que você escolheu para te dar dicas sobre bons restaurantes, supermercados baratos, bares badalados… Pergunte também sobre quais passeios valem de fato a pena e quais empresas procurar, unindo sempre segurança e bom preço. Passeios aquáticos, por exemplo, podem variar em até 50% de preço de uma empresa para outra.

Dicas anotadas?

Bjs e bom Carnaval,
Fabi Scaranzi

0 647

Confortáveis e cheios de personalidade, os slides – chinelos que já foram moda nos anos 90 – voltam com tudo, mais modernos do que nunca. Aprenda já como usar!


slide

Quem diria que aqueles chinelões nada delicados – antigamente chamados de “rider” – usados principalmente pelos homens nos anos 90, voltariam com tudo. De cara nova e em versões modernas, os slides são a grande aposta das fashionistas que para esse verão, mais do que nunca, estão procurando aliar estilo e conforto.

Depois dos tênis com vestidos ou até mesmo com peças de alfaiataria e dos sapatos metalizados, é a vez dos slides reinarem absolutos no street style. E o frisson foi tanto que não demorou para que grandes marcas esportivas como Adidas, Nike e Puma (em parceria com Rihanna) lançassem suas versões do calçado.

capa-onde-comprar-chinelo-slide-620x240

Depois disso, os slides se tornaram uma febre! Grifes famosas como Calvin Klein, Gucci, Marc Jacobs e Givenchy e até as mais acessíveis, como Arezzo, Schutz, Rosa Chá, Salinas, Melissa e Passarela se renderam à tendência e incluíram os slides em suas coleções.

9

Confortáveis e democráticos, sim, mas engana-se quem pensa que por serem um tipo de chinelo, os slides só podem ser usados com moda praia. Pelo contrário, eles ficam lindos se combinados com jeans skinny, shorts de cintura alta, mini saia, e até vestidões.

111 2 3

É verdade que diferente de outras tendências, é preciso um tempinho de adaptação para se acostumar com os slides, já que a peça não é delicada e não cai bem em qualquer look. A boa notícia é que, pra se destacarem, eles vêm aparecendo em diferentes versões, uma mais linda que a outra! Tem para todos os gostos: com tiras cruzadas, com pedrarias (como o modelo criado por Karl Lagerfield para a última coleção da Chanel), frases divertidas, listradas, de plástico… é só escolher um (ou mais!) modelos pra chamar de seu!

6gostei-e-agora-chinelo-slide-sandalia-tendencia-03 chinelo-slide-acordei-disposta-21-1

Há quem ouse ainda mais e aposte num estilo mais cool e descolado usando os slides com meia. Será?

10

E aí, vai apostar nessa tendência? Conte pra mim nos comentários!

Bjs,
Fabi Scaranzi

*Imagens: Pinterest

0 1085

Até mesmo o corte “Joãozinho” exige alguns cuidados. Preste atenção nessas dicas para deixar seu cabelo curto sempre hidratado, lindo e com vida


cabelo-curto-deborah-secco-600x375

Que o cabelo curto é muito mais fácil e rápido de arrumar, é verdade. Basta lavar, secar cinco minutinhos com secador, dar aquela bagunçada com as mãos e voilá, você está pronta pra sair!

Entretanto, muita gente acha que cabelo curto é sinônimo de falta de cuidados. Afinal, pra que se preocupar em hidratar fios que quase não sofrem com as agressões da chapinha e babyliss, certo? Errado! O cabelo curto exige visitas constantes ao cabeleireiro já que depois de alguns meses eles acabam perdendo a forma e ficam bem desestruturados. E você não quer sair com aquele ar desleixado, né?

Quando o assunto é coloração
Cortou o cabelo curto e não abre mão de tingi-lo? Então lembre que ele deve ser acompanhar o ritmo do corte, senão seu cabelo vai ficar bicolor rapidinho. Já pensou em fazer luzes? O efeito fica lindo em fios mais curtinhos e exigem retoques menos frequentes.

Fugindo da oleosidade
Sabia que o cabelo curto enfrenta problemas maiores de fios oleosos ou mistos? Pois é! O motivo é simples: as glândulas sebáceas do nosso couro cabeludo expelem um óleo que escorre pelos fios e quando nosso cabelo é mais curtinho, o escoamento é mais fácil e a oleosidade consequentemente é maior.

E pra evitar o problema, não tem jeito: você precisa lavar os cabelos todos os dias ou, no máximo, em dias alternados, de preferência com shampoos específicos para cabelos oleosos. Outra dica importante é prestar bastante atenção na temperatura da água. Quanto mais quente, maior a oleosidade.

Por fim, evite escovar demais as madeixas, já que essa “massagem” abre os poros do couro cabeludo e facilitam o escoamento do óleo, e tire de vez o condicionador da sua rotina de beleza. Se seus fios embaraçam demais, use uma pequena quantidade, só nas pontinhas!

curto-2

Dando vida ao corte
Aderiu ao cabelo curto? O próximo passo é escolher um bom finalizador. Só assim você vai conseguir dar vida ao seu corte, realçando o repicado, o desfiado e o volume.

Para garantir que a raiz não fique oleosa recomendo que você use pomada de finalização seca se tiver cabelos lisos, e mousse ou loção ativadora de cachos se tiver cabelos crespos. Finalizador comprado, agora é só escolher o penteado que mais combine com o seu estilo!

Hidratação frequente
Quem tem cabelo curto normalmente acha que pode pular a parte da hidratação. Pelo contrário, todo cabelo precisa de uma boa dose de cuidados, e até o corte no estilo “joãozinho” exige um tratamento especial de preferência a cada 15 dias, principalmente porque os fios mais curtos acabam ficando com as pontas ressecadas mais rapidamente. Ah, mas fuja das fórmulas que contenham silicone. Elas aumentam ainda mais a oleosidade dos cabelos.

Afro ou liso: atenção aos cuidados especiais

curtos

Afro: o cabelo curto cacheado normalmente sofre com o volume exagerado e a falta de brilho. Por isso, o melhor é sempre investir em uma hidratação pesada e produtos de qualidade. Sentiu que seu cabelo perdeu a forma? A melhor opção é realçar seus cachos com um permanente afro e assumir a personalidade desse corte tão marcante. Agora, se a intenção é diminuir o volume, sem se desfazer dos seus caracóis definidos, então aposte no relaxamento.

Liso: Um dos segredos para manter seu cabelo curto liso sempre saudável é evitar a chapinha. Elas, além de tirarem a leveza natural dos fios, ainda arrepiam as madeixas mais curtas. Faça do secador seu principal aliado para criar um movimento mais natural e se livrar do seu pior inimigo: o frizz! Tenha também sempre à mão (um na pia do banheiro, outro na bolsa…) um reparador de pontas.
Na hora de lavar, prefira shampoos neutros e com Ph baixo para não agredir o cabelo e, sempre que precisar, faça uso dos shampoos à seco. Eles tiram a oleosidade excessiva da raiz e ainda dão mais volume aos fios.

Dicas anotadas?

Bjs,
Fabi Scaranzi

0 550

Quer pegar firme no treino, mas tem enfrentado dias de academia lotada? Confira algumas dicas para substituir aparelhos e ainda ganhar tempo


Adoro um treino de musculação!

Adoro um treino de musculação!

Começo de ano é sempre assim: bate aquela vontade de colocar a promessa de Réveillon em prática e logo na primeira semana a gente já corre se matricular na academia. O problema é, com a chegada do verão e muitos excessos nas festas de fim de ano, elas ficam lotadas e dependendo do horário, parece até impossível completar os treinos e alcançar os tão desejados resultados.

Para não deixar que nada atrapalhe seus resultados, dá uma olhada nessas dicas abaixo. Você vai ver que é possível, sim, conquistar aquele bumbum durinho, mesmo que todas as esteiras estejam ocupadas.

Saia de casa preparada
Em épocas de academia lotada, tente se manter afastada de qualquer distração. Foco é tudo, viu? Portanto, antes de sair de casa, verifique se você tem à mão tudo que será necessário para um bom treino: meias, garrafinha de água, curativos, elásticos de cabelo, luvas para as aulas de luta… Tenha também anotado quais serão seus treinos diários. Assim você não perde tempo e já chega na academia pronta pra treinar.

Escolha o melhor horário
Mesmo nos meses de maior movimento, toda academia tem aqueles horários de movimento mais fraco. Talvez, durante o verão, você precise acordar um pouco mais cedo, ou até trocar seu horário de almoço por uma aula de spinning, mas eu garanto, o sacrifício vale a pena.

Nos horários de pico
Se não tiver jeito e os únicos horários vagos na sua agenda são aqueles de maior movimentação, esteja preparada para fazer algumas trocas. Enquanto seus aparelhos preferidos estiverem ocupados, peça para um instrutor ensinar novos exercícios (seja com pesinhos ou aparelhos aeróbicos) que, mesmo fugindo do seu treino, ainda cumpram a missão de trabalhar músculos específicos. Vai que você descubra no remo uma nova paixão!

esteira

Com gente até no teto
Mesmo tentando trocar alguns aparelhos do seu treino, ainda está difícil encarar as filas? Que tal se aventurar nas aulas de grupo? As opções ultimamente são cada vez maiores: muay thai, zumba, jumping… Além de conseguir queimar calorias, de quebra você pode até fazer novas amizades. Só tenha em mente de que para garantir seu lugar é preciso chegar pelo menos uns 15 minutinhos adiantada.

Recorra ao personal
O investimento é a parte, mas com a ajuda de um treinador você conseguirá cumprir seu treino e ainda contar com espaço e acesso a todos os equipamentos necessários. Confira na sua academia se eles oferecem esse tipo de serviço. Muitas delas, inclusive, têm pacotes de treinos fechados em grupo, propondo os mesmos resultados, mas por um preço mais em conta.

Lotação máxima até na hora do banho
Encontrou fila até pra tomar um ducha? Para agilizar (e não deixar os outros esperando também!) seja prática e separe em sacos plásticos seu kit de shampoo, toalha, roupa suja… e nos dias em que bater aquela pressa, tome um banho rápido e aposte no shampoo à seco para uma solução rápida. Depois, é só cuidar dos cabelos – fazendo inclusive uma boa hidratação – quando chegar em casa.

Problema resolvido?

Bjs e boa academia!
Fabi Scaranzi

    0 446

    Antes de comprar a lista de material escolar do seu filho confira essas nove dicas para não cair em armadilhas e economizar em até 50% em livros didáticos e produtos


    arq_5202381c8a21c

    Janeiro costuma ser um mês pesado quando o assunto são as finanças, afinal, muitas contas acabam chegando logo nas primeiras semanas do ano: é IPVA, IPTU, matrícula da escola das crianças… e, de quebra, a gente ainda precisa renovar os uniformes e, lógico, comprar toda aquela lista de material escolar que parece ser maior (e mais cara!) a cada ano.

    E as estatísticas não ajudam. Sabia que de acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae) os preços os itens presentes na lista devem aumentar em até 10% em 2017? Por isso, qualquer forma de poupar um dinheirinho na hora de comprar o material escolar dos filhos é bem-vinda. Dá uma olhada nessas nove dicas abaixo que eu separei especialmente pra você.

    1. Reaproveite o que puder
    Muitos dos itens do material escolar do seu filho usados no ano passado acabam não sendo aproveitados totalmente e ainda estão em boas condições de uso. É o caso de mochilas, estojos, réguas, tesouras… Então, se a ordem é economizar, antes de ir às compras, cheque com o pequeno quais produtos precisam ser substituídos e quais podem ser reaproveitados. O mesmo vale para quem tem filhos de diferentes idades. Será que o material do mais velho, especialmente os livros didáticos, não podem ser repassados para os mais novo se estiver conservado? A economia será gritante!

    2. Não compre tudo de uma vez
    Nem todos os itens da lista de material escolar são usados de uma só vez. Principalmente quem tem filhos pequenos sabe que artigos para as aulas de artes, por exemplo, podem ser comprados separadamente, conforme forem sendo solicitados pela escola. Por isso, para que o material escolar do seu filho não pese no seu orçamento, veja se não é possível fracionar a compra e adquiri-los mês a mês.

    3. Faça um levantamento de preços
    Comprar a lista de material escolar do seu filho pela internet ou na papelaria mais próxima pode facilitar a sua vida, mas também pode fazer você gastar muito mais do que, de fato, precisaria. De acordo com um levantamento do Procon de João Pessoa, na Paraíba, o valor de um mesmo item em diferentes estabelecimentos pode variar em até 584,21%. Absurdo, né? Por isso, não deixe de pesquisar e, se necessário, fragmentar sua compra em diferentes lojas e sites.

    economizar-material-escolar-01-780x640

    4. Monte grupos no Whatsapp
    Mães têm o costume de bater papo na porta da escola, inclusive com outras mães de classes diferentes das do seu filho. Por isso, uma boa ideia é abrir em janeiro um grupo no Whatsapp com mães de crianças em diferentes séries a fim de trocarem os livros didáticos que não serão mais usados. Se conservados, os livros didáticos do seu filho podem ser repassados para crianças mais novas, enquanto ele recebe o livro de outro aluno um grau mais avançado. É economia para todo mundo!

    5. Não fuja da lista
    As papelarias sabem como fazer os olhos das crianças brilharem e não é à toa que colocam seus produtos mais bonitos (e mais caros!) ao alcance dos pequenos. Nessas horas, não tem jeito. Mesmo que seu filho faça birra ou peça com jeitinho, procure ser firme e comprar apenas o que está na lista. Seu coração pode até partir por ter que dizer “não”, mas não vai demorar até que ele se esqueça desse capricho.

    6. Recorra aos sebos
    Muita gente torce o nariz, mas na hora de economizar com o material escolar das crianças, comprar livros usados pode significar uma boa economia. Só tenha certeza que os livros estão em boas condições, sem muitos rabiscos ou páginas rasgadas. Ah, cheque também se o antigo dono não resolveu os exercícios no próprio livro e se vai ser possível apaga-los para que seu filho responda às questões ele mesmo.

    7. Compre no atacado
    Algumas lojas de atacado costumam oferecer preços mais em conta, principalmente em produtos como borrachas, apontadores, canetas esferográficas, já que são vendidos em pacotes e usados por crianças de qualquer idade. Portanto, pode ser um bom negócio juntas alguns pais e comprar o material escolar em conjunto. A economia será geral!

    economizar-material-escolar-02

    8. Peça descontos e, se possível, pague a vista
    Pechinchar é preciso e quanto maior for a sua compra, maiores as chances de você conseguir negociar descontos ou melhores condições de pagamento. Lembre-se que ao dividir o valor no crédito, você pagará a parcela com juros, então, se não for pesar demais no orçamento, procure pagar o valor total numa “tacada só”.

    9. Fique atenta às exigências
    Notou que na lista aparecem muitos itens de uso comum, como produtos de higiene e limpeza? Não deixe de questionar o excesso com a direção da escola! Sabia que de acordo com a Lei 9.870/99 a escola não pode exigir que você compre os materiais escolares em um determinado estabelecimento ou de uma marca específica? Pois é! Os pais têm o total direito de pesquisar os melhores preços e adquirir os produtos que melhor se adequam ao seu orçamento.

    Dicas anotadas? Seu bolso vai agradecer a economia!

    Bjs,
    Fabi Scaranzi

    0 398

    Muitas vezes, as crianças sofrem de problemas de visão, mas não sabem identifica-los. Por isso, tente notar se seu filho apresenta algum dos sintomas abaixo. Talvez seja a hora de marcar sua primeira consulta no oftalmologista


    oculos-para-crianca

    Dor de cabeça, falta de concentração, dificuldades escolares… todos esses sintomas podem ser sinais de um problema muitas vezes fácil de resolver, mas nem sempre reconhecidos pelas crianças: visão comprometida.

    Em muitos casos os pequenos não percebem que não estão enxergando direito e, por isso, quase nunca reclamam para os pais quando começam a apresentar dificuldades para reconhecer letras e números, seja para perto ou para longe. Por isso, o melhor é ficar atenta às atitudes do seu filho e tentar identificar você mesma se ele apresenta alguns dos sintomas abaixo listadas por um especialista. Talvez seja a hora de marcar uma visita ao oftalmo!

    1. Preste atenção se a criança não está apertando os olhos ou entortando a cabeça na hora de ler ou assistir televisão. “O ato significa que ela está forçando os olhos a enxergar com mais nitidez, já que ao apertá-los, criamos uma fenda menor nas pálpebras, eliminando os raios periféricos e concentrando somente os raios centrais da visão”, explica o oftalmologista Paulo Comegno (SP). Quanto menor o foco, melhor seu filho enxergará!

    2. Sente dores de cabeça frequentes. “Nesse caso, mais do que um problema de visão, se seu filho passa horas em frente ao computador ou videogame, ele provavelmente apresentará vista cansada, além de dores nas costas, pescoço e ombros devido à má postura e esforço repetitivo”, diz Paulo. Normalmente, ao partir para uma outra atividade, a dor de cabeça passa espontaneamente.

    3. A pupila fica branca. Este é, com certeza, um sintoma que você deve prestar atenção, já que, de acordo com o oftalmologista, pupila branca é sinal de doenças graves, como catarata congênita e tumor retinoblastoma, que não compromete apenas a visão da criança, mas sua própria vida. Em casos de bebê prematuros, preste atenção se o sintoma não é consequência de uma doença chamada retinopatia da prematuridade. Nela, a vascularização da retina não se desenvolve completamente, podendo ocasionar seu deslocamento e consequentemente, a cegueira.

    4. Se aproxima muito dos objetivos que quer ver para poder enxergá-los melhor. A princípio, o ato de chegar mais perto dos objetos para enxerga-lo melhor pode ser traços de insegurança ou curiosidade da criança. “Entretanto, se seu filho tiver dificuldade em reconhecer pessoas e até tropeçar em objetos enquanto anda, pode ser que ele sofra de um grau de miopia muito alto mesmo na infância e precisa de acompanhamento oftalmológico o quanto antes.”

    5. O olho desvia, como se a criança fosse ficar estrábica. Vale lembrar que o estrabismo vai além da estética. Dr. Paulo explica que, quando o olho entorta, a imagem que ele envia ao cérebro é uma imagem de má qualidade, por isso o cérebro suprime essa visão, focando-se no olho que enxerga corretamente. “Nossa visão se desenvolve até os sete ou oito anos, por isso é fundamental corrigir o problema o quanto antes, senão a criança ficará com a visão comprometida pelo resto da vida”, ressalta.

    6. Seu nível de rendimento escolar cai drasticamente. Lembre-se que a visão é responsável por 70% do nosso contato com o mundo exterior, portanto se a criança apresenta alguma dificuldade para enxergar, é natural que seu aprendizado seja comprometido já que ela não reconhece formas e letras. Dr. Paulo lembra ainda que se seu filho estiver em fase de alfabetização, seu rendimento escolar terá uma defasagem ainda maior. Ao não reconhecer as letras e figuras, ele dificilmente terá condições de ler e escrever.

    7. Os olhos lacrimejam frequentemente. As causas podem variar desde conjuntivites alérgicas ou virais, que são facilmente tratadas e em pouco tempo se resolvem espontaneamente, até problemas na formação do canal lacrimal, que não se desenvolveu adequadamente durante a gestação. “Neste caso, uma cirurgia simples para desobstruí-lo deve resolver”, explica o oftalmologista. Só não deixe o sintoma passar despercebido. O lacrimejamento infantil pode ser consequência de uma doença chamada “glaucoma congênita”, além de fotofobia e olhos esbranquiçados e sem vida. Diante deste quadro, somente uma cirurgia é capaz de amenizar o problema e deve ser feita o quanto antes.

    Dicas anotadas?

    Bjs,
    Fabi Scaranzi

    0 1578

    Engana-se quem pensa que só porque passou dos 30, precisa aderir ao estilo “basiquinho”. Confira já essas 8 dicas de estilo pra fugir do óbvio!


    A moda está cada vez mais democrática, é verdade, mas algumas mulheres têm dificuldade em ousar no look como gostariam conforme a idade vai aumentando.

    Se você passou dos 30, uma boa notícia: os 30 são os novos 20! A idade só traz vantagens: você sabe o que cai bem em você, conhece seu estilo de olhos fechados e não tem medo de fazer certas combinações. Porém, se ainda bate aquela insegurança na hora de criar novos looks, dá uma olhada nessas oito dicas abaixo para passar pelos 30 com mais estilo do que nunca.

    1. O preto é seu melhor amigo
    Quem ainda está na casa dos 20 costuma deixar o preto para ocasiões especiais, principalmente à noite. Depois dos 30, o tom está liberado, inclusive para looks monocromáticos durante o dia. Confortável, elegante, feminino e, acima de tudo, moderno o preto cai bem para mulheres com qualquer porte físico e o melhor: tem o poder de alongar a silhueta e reduzir medidas.

    preto

    2. Uma camisa listrada pra chamar de sua
    Se aos 20 a camisa listrada fica linda combinada com shorts jeans e sapatilha, aos 30 suas possibilidades de look aumentam – e muito! Você pode combiná-la com calça masculinas, calça de couro, saias midi, saia lápis, calça flare, maxi colares e até joias superchamativas. Já pensou em apostar na tendência hi-lo? Apostar na camisa listrada mais “podrinha” com scarpins e um belo conjunto de joias dá estilo ao look de maneira bem moderna.

    camisa-listrada

    3 . Qualidade é mais importante que quantidade
    Depois dos 30 anos, a gente começa a perder aquela necessidade de comprar de tudo e passa a procurar por peças curingas, mas que caem bem a qualquer fase da vida, em qualquer estação. Vai fazer compras? Procure por aquelas peças clássicas, como calça jeans, jaqueta de couro e camisa branca. Mesmo mais caras, elas nunca saem de moda e dão um up no visual, estando você aos 30 ou aos 50.

    coringa

    4. Assalte o guarda-roupa do namorado
    É preciso confessar: algumas roupas masculinas são cheias de estilo e personalidade. De camisas à blazers, de suéteres a casacos de corte inglês, qualquer peça masculina pode ser usada por mulheres, desde que no look sejam incluídos acessórios femininos, com um toque moderno ou romântico. Dê preferência para peças em dourado e bolsas e sapatos em verniz. O visual ficará chic e ousado na medida certa!

    boyfriend

    5. Misture estampas sem medo
    Com a ideia e a maturidade, está mais do que na hora de assumir riscos. E quando o assunto é moda, um assunto que sempre gera discussão é o mix de estampas. Sua experiência, entretanto, vai te dar a base que você precisa. Animal print, listras, poás… algumas combinações caem muito bem, sim, por mais absurdas que pareçam. Minhas sugestões: combine listras e poás com estampa de onça ou estampas florais com desenhos geométricos. Você vai arrasar!

    jeitos-de-estilizar-um-look-com-t-shirt-branca-capa

    6. Use e abuse da alfaiataria
    Tendência que eu adoro, peças de alfaiataria cai bem em qualquer evento e a qualquer hora do dia. Enquanto o terninho deixa qualquer mulher mais elegante e com aquele ar de mulher bem-sucedida, o blazer como peça única alonga a silhueta e deixa o look mais cool e cheio de estilo. Eu amo!

    terno

    7. Leopardo, companheiro inseparável
    A estampa, hein? Nada de usar o couro do animal! Seja em bolsas, sapatos, camisas ou casacos, esse tipo de estampado é perfeito para quem gosta de criar looks diferentes em qualquer idade. Só cuidado ao combina-la. Independentemente de onde esteja o animal print, as outras peças do seu look devem ser bem neutras, sempre em tons de preto, branco, creme ou marrom.

    dicas-estilo-jaqueta-de-couro-ju-thome-1

    8. Compre aquele sapato icônico
    A partir dos 30, a gente passa a considerar certas compras como investimentos. Por mais que seja válido ter aqueles dois pares de sapato que são “pau pra toda obra” e não machucam, mesmo que você passe horas em pé, investir em pelo menos um par com material mais resistente, mas que até então era inacessíveis pode ser uma boa opção – e o mesmo vale para bolsas. Então, que tal se presentear com um Chanel, Louboutin, Saint Laurent ou Valentino? Vamos lá, você merece!

    fashion-high-heels-tumblr

    E aí, pronta pra arrasar e passar pelos 30 cheia de estilo e elegância?

    Bjs,
    Fabi Scaranzi