Menu
 1601
Cartão de crédito: 6 avisos para não extrapolar
Aprenda como conter os gastos no cartão e se livrar do saldo negativo na sua conta bancária
????

Prático, o cartão pode se tornar uma armadilha para quem adora fazer comprinhas. Todo cuidado é pouco!

O salário mal entra na sua conta e já sai para pagar aquelas comprinhas que você fez no começo do mês… Ah, bem que as faturas poderiam vir com avisos no estilo “Em caso de TPM, quebre o cartão ao meio” ou “Use com moderação”. Brincadeiras à parte, não dá para negar que, quando usado com consciência, ele traz uma série de vantagens. É uma das formas mais populares de pagamento em milhões de estabelecimentos ao redor do mundo. É também infinitamente mais prático e mais seguro do que sair com a carteira cheia de dinheiro em espécie ou talão de cheque. Essencial para adquirirmos online roupas, gadgets, presentes, livros, viagens… Pois essas e outras facilidades se voltam contra nós quando fazemos gastos sem controle e usamos vários cartões de forma desordenada. Por isso, aqui vai um pequeno “S.O.S. dívidas” para a mulherada (afinal, quem nunca passou por isso, não é?):

1. Tenha no máximo dois cartões. O ideal é que tenham bandeira e data de vencimento distintas. Facilita o seu controle de gastos.

2. Evite bancar benefícios extras. Há cartões oferecendo serviços de concierge (compra de facilidades, como ingressos para shows), seguro contra terceiros para carro alugado e outros atrativos que, talvez, você nem chegue a usar. Segundo o coach financeiro Samuel Marques, deixando de contratá-los, você economiza um bom dinheiro.

3. Participe dos programas de fidelidade do seu cartão. E acompanhe os pontos que acumula em cada fatura para poder utilizar com resgates ou milhagens que esse relacionamento gerar.

4. Resista à armadilha de pagar o mínimo. Melhor fazer um empréstimo pessoal, com taxa de juros inferior ao do cartão, e liquidar a fatura. Se saldar só o mínimo, dependendo do tempo, vai acabar pagando muito mais do que a despesa original — taxas do cartão já estão na casa dos 10%. Já pensou o prejuízo?

5. Não tenha preguiça de checar. Vale a pena guardar todas as vias de suas compras e comparar com os lançamentos do extrato mensal.

6. Considere sacar da poupança. Tem no banco o necessário para reduzir ou zerar dívidas de cartão de crédito? Baixe da poupança ou de outro fundo de emergência. Dói no coração, mas significa perder menos dinheiro no fim das contas.

BIOGRAFIA
PALESTRAS
FAB PRODUÇÕES
APP VIVO MULHER
Stay Connected
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily