Como conseguir um novo emprego em tempo recorde

Seguindo 10 dicas preciosas você tem tudo para sair na frente e conquistar seu lugar no mercado de trabalho, rapidinho!

0 1348
    (Imagem: Pinterest/oprah)

    (Imagem: Pinterest/oprah.com)

    Infelizmente, a situação do mercado de trabalho no momento não é das melhores. Cada vez mais instável, as ofertas para novas oportunidades têm diminuído consideravelmente, e as demissões, aumentado dentro das empresas. Mas, mesmo com um cenário desses, você não pode desanimar! Alguns segmentos empresariais estão a pleno vapor, dispostos a contratar pessoas que queiram realmente mostrar produtividade, eficácia e transparência. Por isso, pedimos para a consultora de carreiras, Adriana Prates uma lista com dicas espertas para você conseguir aquela oportunidade, não importa se você está começando agora, ou se tudo o que você mais precisa é se recolocar em uma nova empresa, ou porque não, em uma nova profissão.

    1. Currículo campeão
    Sim, o currículo continua sendo seu passaporte para conquistar o emprego dos sonhos, portanto seja claro e preciso e utilize no máximo duas páginas para contar suas experiências. “Exclua todos os erros de português, não coloque foto, assinatura ou datas em seu CV. Siga uma ordenação lógica, iniciando por seus dados pessoas, depois informe qual é o seu objetivo profissional, suas principais qualificações, sua formação academia, experiências profissionais e então, os cursos importantes que vez”, ressalta. Informe também experiências internacionais, se houver, bem como sobre outros idiomas, mas somente se tiver fluência.

    2. Outros idiomas
    Falar uma segunda língua já não pode mais ser algo super valorizado no seu currículo ou apresentação, já que em um mercado tão globalizado como o nosso, o inglês, principalmente, virou uma questão de sobrevivência. “As principais empresas contratantes atualmente exigem o domínio de pelo menos mais um idioma dos candidatos, com fluência de preferência no inglês”. Portanto, antes de participar de um processo seletivo, tenha certeza que você pode preencher este quesito da vaga, caso ele seja necessário.

    3. Faça um diário profissional
    De acordo com Adriana, ao longo da sua trajetória profissional, essas anotações servirão para ajudá-la a se lembrar de fatos importantes da sua carreira, o que é fundamental caso um currículo resulte em um futuro convite para entrevistas. “Essa prática também facilita a atualização do currículo que deverá acompanhar todo seu desenvolvimento profissional”, explica.

    4. Esteja preparada
    O ideal é chegar para uma entrevista de emprego com algumas respostas na ponta da língua, portanto, que tal já começar a pensar em possíveis perguntas que serão feitas pelos recrutadores? Elabore respostas diretas, consistentes e verdadeiras para perguntas como “por quê você saiu do seu último emprego?” Ser pega de surpresa ao ser abordada com esse tipo de questão, pode encerrar ali mesmo sua participação no processo seletivo. Ensaie em casa quantas vezes achar necessário e elabore a forma mais tranquila para falar sobre assunto delicados.

    5. Prepare-se para a entrevista
    Desde o momento em que você entra na sala para a entrevista, até o momento em que se despede dos recrutadores, tudo está sendo avaliado. Por isso, Adriana lembra da importância de separar uma roupa discreta e apropriada na véspera; ter uma boa noite de sono; analisar o trajeto até o local onde será entrevistado e garantir que que você chegue com pelo menos 15 minutos de antecedência. “Busque no site todas as informações sobre a empresa e acompanhe os noticiários. A preparação a deixará confiante e entusiasmada”.

    6. Atenção à linguagem
    O modo como você se comunica e expõe suas ideias e projetos também pode determinar se a vaga futuramente será, ou não, sua. Então, nada de ser monossilábica, mas também evite respostas longas. Não faça rodeios, nem dê respostas vagas, e jamais, jamais mesmo, minta sobre suas experiências anteriores. “Autenticidade e naturalidade sempre rendem bons frutas. Falar mal das empresas onde trabalhou? Por nada nesse mundo!”

    7. Não mude de estratégia
    Se você recebeu a notícia de que passou para a próxima etapa, continue usando as mesmas táticas da fase anterior. Mantenha a espontaneidade, pois os recrutadores estão preparados para checar se a sua participação é artificial ou verdadeira, principalmente em dinâmicas de grupo. Adriana explica que o importante é tentar interagir o máximo possível e, se for uma pessoa tímida, caprichar em executar com qualidade todas as atividades que forem passadas ao grupo, além de compartilhar suas experiências com os demais. “Agora se você for do tipo que fala demais, contenha-se e busque o equilíbrio”.

    8. Resposta final
    Enquanto espera o resultado, chegou o momento de fazer uma autoanálise sobre quais foram os seus pontos fortes, pontos de melhoria e o que teria feito de diferente no processo em que participou. Se a resposta for negativa, Adriana ressalta a importância de ser respeitosa e pedir um feedback, assim saberá exatamente o que fazer – ou não! – nas próximas entrevistas. “Analise o quanto toda essa experiência contribuiu para que você venha a conquistar sua vaga numa próxima entrevista e não desanime!” Agora, se a resposta for positiva, comemore, e muito! E então, honre seu compromisso de trabalhar cada vez mais, e melhor.