Menu
 8865
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
Como falar sobre sexo com as crianças
Matar a curiosidade dos pequenos sobre o assunto não precisa ser um bicho de sete cabeças
???????

(Foto: everystockphoto.com)

Os pequenos estão cada vez mais curiosos e parecem que descobrem a sexualidade cada vez mais cedo. Calma, você não deve pirar por causa disso! Para garantir que eles tenham uma vida sexual prazerosa e segura, o ideal é ter uma conversa franca sobre o assunto… consigo mesma! A educadora sexual Maria Helena Vilela, diretora do Instituto Kaplan (SP), dá todas as dicas para essa conversa rolar sem crises

A hora é agora
Não existe idade certa para pais e filhos tocarem nesse assunto. Espere que a criança te procure para tirar dúvidas. E não faça cara de espanto, nem trate o tema como um tabu. A família deve estar preparada para responder conforme a curiosidade da criança for aparecendo.

Investigue o motivo
Um caminho para facilitar a conversa é entender o porquê do interesse repentino da criança e até onde vai sua curiosidade. Portanto, antes de dar qualquer resposta, pergunte: Para que você quer saber sobre isso? Mas nunca em tom de repreensão! Desta forma, você poderá ir direto ao ponto, sabendo exatamente qual rumo sua resposta deve tomar.

Converse de forma leve
Ao usar respostas claras, curtas e com uma linguagem que a criança entenda, ela vai perceber que o assunto não é motivo de vergonha e que pode confiar em você em todos os aspectos da vida. Por mais absurda que a pergunta possa parecer, tente responder com naturalidade, já que na infância a curiosidade sexual nem sempre vem acompanhada de malícia. E nem tente esconder ou omitir alguma informação. Se ela tocou no assunto, é porque já tem algum conhecimento sobre o assunto e é melhor que ela tire suas dúvidas com você e não com terceiros.

É ok querer saber mais
Ao atingir os 2 ou 3 anos a criança já sabe andar, falar e é a partir daí que sua curiosidade sexual vem à tona. Por isso, não é difícil encontrá-los se tocando e examinando a região genital, inclusive comparando-a com o dos amigos. Ao perceber que a criança quer saber mais sobre o próprio corpo, converse sobre o que ela pode ou não fazer em público. Uma outra boa opção é mostrar figuras ou modelos do corpo humano e ensinar à ela o nome correto dos órgãos sexuais.

Explique a masturbação
Em algum momento, essa palavra vai passar a fazer parte do cotidiano do seu filho. Se ele perguntar o que ela significa, tente explicar da forma mais simples possível que “masturbação” é provocar prazer em si mesmo, tocando e estimulando os órgãos genitais. Com a dúvida sanada, faça com que ele foque sua atenção em outro assunto, sugerindo alguma atividade diferente, como jogos e brincadeiras.

Cumplicidade na relação
Uma boa relação dentro de casa, auxilia a criança a tomar decisões mais assertivas em relação ao sexo, como se prevenir durante a relação com preservativos e pílulas anticoncepcionais. É a orientação, apoio e o diálogo aberto entre pais e filhos que garantem escolhas saudáveis na vida sexual de crianças e adolescentes.


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação