Como recuperar a pele dos estragos do verão

Apesar do bronzeado lindo, o contato direto com o sol pode fazer um estrago e tanto a nossa pele. Com o fim da estação mais quente do ano, chegou a hora de recuperar a beleza e saúde da pele, seja com tratamentos, pílulas ou cremes

0 1116

Dicas-Simples-de-Beleza-para-a-Pele-1

Mesmo com as chuvas das últimas semanas, não dá pra negar que este verão teve dias de calor intenso. Por isso, mesmo com todos os cuidados, é normal nossa pele sofrer as consequências do contato direto com o sol.

Como o fim do verão se aproximando, conversei com a dermatologista Maria Bussade e pedi algumas dicas sobre quais cuidados devemos tomar com a pele nesta troca de estação. Dá uma olhada!

Dá pra recuperar os estragos causados pelo sol?
Infelizmente, alguns efeitos nocivos dos raios UV são irreversíveis, como a alteração do DNA de pintas, o que pode levar o ao desenvolvimento de alguns tipos de câncer de pele. Portanto, o melhor é moderar o tempo de exposição ao sol e sempre passar protetor solar. A piora ou surgimento de manchas – conhecidas como melasmas – são muito comuns durante o verão e alguns tipos não conseguimos recuperar totalmente. Agora, manchas mais simples, como melanoses, podem ser tratadas em consultórios de dermatologia após o fim do período de exposição.

Por onde começar o processo de recuperação da pele?
A princípio, volte a rotina usando sabonetes especiais, já que nesse período nossa pele produz mais sebo. Em casa mesmo, aplique diariamente ácidos (mandélico, lático, tranexamico) que promovem uma renovação celular, melhorando a textura da pele. Use ainda antioxidantes a base de topicaroteno, resveratrol, alistin e ácido ferulico para melhorar o coloração e viço da pele.

Pads com medicamentos e antioxidantes orais também são ótimos para dar à pele uma renovação completa. Depois, é só seguir os procedimentos médicos, lembrando sempre de fazer uma boa limpeza de pele, peelings de polihidrixiacidos e hidratação a base de geleia real.

E lembre-se: a partir do início do tratamento, é indispensável que você fique longe do sol!

acido-retinoico-causa-manchas-queima-pele-1

Quais as novidades para quem quer recuperar o viço e saúde da pele?
Há novidades em lasers e medicamentos, que podem ser utilizados após dois meses da exposição solar. São elas:

Voluderm, para o tratamento de rugas e cicatrizes
Drug Delivery, para machas e melasmas
Co2 light, uma forma recente de aplicação de CO2 que não deixa a pele muito vermelha ou inchada. Ele só retira a camada de pele “velha”
Criofrequência, um novo aparelho de radiofrequência associado ao resfriamento para flacidez de rosto
Elektra® laser, para manchas na pele e ótimo para quem sofre com olheiras pigmentadas

É preciso esperar o inverno para iniciar tratamentos mais invasivos, como o peeling?
Não há necessidade de aguardar a chegada do inverno para se tratar. Os tratamentos mais intensos devem ser iniciados após dois meses da exposição solar. As limpezas, peelings , hidratação, drug delivery e os lasers não abrasivos já podem ser feitos agora. Deixe apenas os tratamentos mais fortes para serem realizados em abril maio.

Viu como não é preciso muito para ter de volta aquele brilho lindo da sua pele? É só seguir direitinho as dicas da dermatologista, se alimentar bem e tomar muita água!

Bjs,
Fabi Scaranzi

*Imagens: Pinterest