Mitos e verdades sobre as unhas

O melhor modo de cuidar das unhas e garantir que elas estejam sempre fortes e bonitas é assunto constante nos salões de beleza. Mas sempre aparecem aquelas dúvidas: esmalte escuro diminui o risco de quebra? Devo retirar o esmalte com removedor de esmaltes? Por isso, revelamos o que é mito e o que é verdade quando o assunto é a beleza (e a saúde!) das nossas unhas

0 3236

fabi unhas

Cortar as unhas ao invés de lixá-las faz com que elas fiquem mais fracas
MITO O ato de cortar ou lixar as unhas nada tem a ver com seu processo de crescimento. Para garantir que a unha cresça sempre saudável é necessário ter um cuidado especial com a matriz, onde fica localizada a cutícula. A extremidade da unha já passou por toda a sua fase de crescimento, portanto a escolha entre a lixa e o alicate pode ser feita sem crise, já que o resultado será o mesmo.

O formato redondo facilita que as unhas lasquem ou encravem
VERDADE Principalmente nos pés, recomenda-se que elas sempre sejam lixadas em formato quadrado e sempre bem rentes aos dedos, não dando chance que você se machuque quando calçar um sapato mais estreito. O formato quadrado possibilita que as unhas cresçam verticalmente, diminuindo os riscos de unha encravada ou lascadas.

O esmalte escuro fortalece as unhas
MITO Manter as unhas sempre esmaltadas facilita o crescimento forte e saudável, mas não necessariamente com cores fortes e escuras. Para garantir esse resultado, tenha sempre em mão as bases reconstrutoras. Elas ajudam a recuperar as unhas quebradiças e desidratadas e ainda liberam você a usar o esmalte branquinho que tanto gosta.

É bom deixar as unhas sem esmalte para que elas possam respirar
MEIA VERDADE As unhas são formadas por células mortas e, por isso, não respiram. O que acontece é que o esmalte resseca aquela película mais fina da unha, por isso, vale a pena deixa-las pelo menos um dia sem o produto e hidrata-las constantemente com cremes ou óleos.

Quem tem alergia de esmaltes precisa apenas passar uma base hipoalergênica. O esmalte comum está liberado!
MITO Para quem sofre de alergias, é fundamental que tanto a base, quanto o esmalte sejam hipoalergênicos. Só a base não garante que o esmalte convencional não entre em contato com a superfície da unha, ocasionando reações alérgicas.

Retirar o esmalte com acetona danifica as unhas
VERDADE A acetona é um produto poderoso! Em contato direto com a unha, ela resseca sua película protetora, deixando-a mais fraca. O ideal é sempre utilizar removedores que não sejam a base de acetona, mas que tenham o poder de retirar o esmalte até mesmo nos cantinhos mais difíceis.

Tirar a cutícula faz mal às unhas
VERDADE A cutícula é a proteção natural contra fungos e bactérias, por isso, sem elas, as unhas ficam sujeitas a diversos tipos de infecções. O ideal é apenas empurrá-la ou cortá-la superficialmente a cada 15 dias.

Posso emprestar minha lixa de unhas sem problema
MITO Jamais compartilhe sua lixa, nem qualquer outro material, como alicates e palitos. Certifique-se sempre de que todos os aparelhos foram esterilizados assim que chegar a manicure. Isso evita a transmissão de vírus e fungos. Não podemos esquecer que o vírus de hepatite B também pode ser transmitido também por alicates de cutícula.
Eu prefiro ter sempre o meu kit de unhas. Coloco tudo numa necessaire: alicate de cutículas, de cortar as unhas, lixas e palito.

Spray é melhor que óleo secante
MITO O uso do spray é até pior, uma vez que pode causar pequenas bolhas de ar nas unhas, comprometendo a qualidade da pintura. O mais indicado é o óleo secante ou o esmalte extrabrilho, que adere melhor e ajuda a fixar a cor do esmalte.

É possível ter unhas saudáveis mesmo tendo trabalhos manuais ou mexendo com produtos de limpeza diariamente
VERDADE Não vamos mentir, você terá sim um trabalhinho a mais. Quem mexe com água ou produtos de limpeza terá que ter um cuidado especial com as unhas todos os dias. Se você não consegue se acostumar com luvas de borracha, o melhor é deixar as unhas curtinhas e sempre quadradas. O formato aumenta a impressão de unhas mais longas, permitindo que mesmo mais curtas, elas passem um efeito de bem cuidadas e sempre na moda. Esse tamanho também evita o atrito e deslocamento, evitando que elas se quebrem com facilidade.

Faz mal trocar o esmalte com tanta frequência
MITO Não é a quantidade de vezes que você troca a cor do esmalte que prejudica a unha, mas sim o produto que você usa para retirá-lo ou a qualidade do esmalte em questão. Por isso, escolha sempre removedores sem acetona e esmaltes de marcas já conhecidas no mercado.

Unhas postiças podem fazer mal às unhas?
VERDADE Ao coloca-las, você cria um espaço entre o produto e a unha que pode ficar úmido e ser um local perfeito para a proliferação de fungos e bactérias. A prática pode acarretar também alergia à cola, deslocamento da unha, manchas e até perda da película protetora da unha caso ela seja retirada sem cuidado.

Agora é só pintar suas unhas com suas cores preferidas e abusar da criatividade!

 

*Consultoria: Sociedade Brasileira de Dermatologia (www.sbd.org.br)