Setembro Amarelo: saiba mais sobre essa campanha de combate ao suicídio!

A campanha Setembro Amarelo visa conscientizar a população brasileira durante todo esse mês sobre a importância da prevenção do suicídio e debates sobre o tema

0 550

10

Já ouviu falar sobre a o “Setembro Amarelo”? Assim como o “Outubro Rosa” – campanha que visa alertar as mulheres sobre a importância do autoexame e prevenção contra o câncer de mama – e o “Novembro Azul”, campanha com mesmo fim, só que dessa vez ligadas ao homem e às incidências de câncer de próstata, o Setembro Amarelo tem a missão de divulgar, em todo o Brasil durante esse mês, sobre a necessidade da prevenção do suicídio.

Criada em 2014, durante todo o mês de setembro é a ideia é decorar e iluminar espaços público e privados de amarelo. E a escolha não é à toa! Dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, daí a iniciativa de promover eventos que abram espaço para debates sobre o tema e alertar a importância da sua discussão.

12004767_1679533075595713_721572172356075027_n

Pouca gente sabe, mas atualmente o suicídio é o considerado um problema grave de saúde pública e sua ocorrência tem crescido principalmente entre os jovens. Segundo números oficiais, 32 brasileiros cometem suicídio por dia. Alarmante, né? Para se ter uma noção, esse número é maior do que a de vítimas de AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Viu só porque é tão importante trabalhar para que novos casos sejam prevenidos?

“[O suicídio] é um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas. A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta“, explica o site oficial da campanha.

Entendendo a seriedade de uma doença como a depressão, dei aqui no site uma matéria completinha mostrando as causas, sintomas e tratamentos dessa doença. De acordo com Elton Yoji Kanomata, psiquiatra do Núcleo de Medicina Psicossomática e Psiquiatria do Hospital Israelita Albert Einstein, para as mulheres especificamente, é durante a fase pós-parto ou na perimenopausa que elas se encontram mais vulneráveis para apresentar quadros de depressão. “Durante essa fase, a mulher apresenta instabilidade de humor e comportamento, além de descreverem episódios depressivos”, ressalta.

setembro-amarelo

(Imagem: skodonnell/Thinkstock e Camilla Loureiro/MdeMulher)

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), vários sinais se fazem presentes quando a pessoa está com depressão. Fica atenta aos 10 sintomas mais comuns.

– Tristeza profunda sem motivo aparente
– Pessimismo em todas as áreas da vida
– Isolamento no trabalho, na família e os círculos sociais
– Baixa autoestima
– Dor muscular crônica
– Falta ou excesso de apetite
– Perda da libido ou diminuição do desejo sexual
– Sensação de culpa
– Distúrbio do sono e fadiga
– Dificuldade de raciocínio e concentração

O Setembro Amarelo conta com o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Mundialmente, a Associação Internacional para Prevenção do Suicídio (IASP) também participa da divulgação do projeto.

Viu só como é importante compartilharmos essas informações e ajudarmos a divulgar a campanha do Setembro Amarelo? Pequenas atitudes podem, sim, salvar uma vida.

Bjs,
Fabi Scaranzi