Fechar
Menu
 3238
6 coisas que você deve saber sobre você ao chegar aos 30!
Embora sujeita a alterações, ao chegar aos 30 é possível aprender muito sobre nossos sentimentos e vontades. Ter consciência desse aprendizado fará de você uma mulher mais madura e feliz, acredite!
pete-bellis-196545-unsplash

(Photo by Pete Bellis on Unsplash)

É difícil dizer exatamente o que aprendemos sobre nós mesmos no momento em que assopramos as velinhas ao chegamos aos 30, né? Principalmente porque o sentido da vida é sempre aprender e evoluir. Mas existem certas questões sobre nós mesmas que, depois de anos, podemos dizer que finalmente desvendamos.

Envelhecer faz bem à medida que descobrimos coisas novas sobre nós mesmas. E isso vai além de decidirmos (e aceitarmos!) se usamos tamanho 38 ou 40. O que aprendemos, de fato, é sobre como encontrar forças em nossas crenças e convicções e até mesmo como deixar algumas delas de lado com o tempo. Eis aqui então uma lista de coisas que você provavelmente deve ter descoberto sobre si mesma ao completar 30 anos e que provavelmente nem se deu conta:

1. Como você gostaria de ser tratada
Assim que você chegou na casa dos 30, ficou mais fácil de escolher o tipo de companhia merece ter ao lado. Agora você tem total discernimento para escolher que atitudes pode (e quer!) aturar das pessoas, sejam elas parentes, amigos, marido, ou perfeitos estranhos. Até chegar aos 30, é normal engolir muitos sapos e aceitar ser ferida, desiludida ou surpreendida. São esses tratamentos nada agradáveis do passado que vão ajudar você a descobrir que o aceita continuar tolerando. Aqui vale, como exemplo, aquela amiga que vira e mexe te deixa na mão. Quando se tem 20 anos, é mais fácil relevar, perdoar, abstrair, mesmo que a mágoa permaneça. Com a chegada dos 30, você consegue ser capaz de escolher muito melhor as companhias que gostaria de se ver cercada e isso, a longo prazo, vai te fazer muito mais feliz.

2. O que é inegociável para você
Ser fiel a seus compromissos é uma qualidade importante. É normal as coisas nem sempre seguirem o caminho que você gostaria, mas é preciso estar preparada e disposta a passar por certos furacões e fazer das suas opções, oportunidades. Com a chegada da idade, entretanto, fica mais fácil decidir do que você está pronta para abrir mão e por quais vale a pena batalhar até conseguir: o emprego dos sonhos, um tempo de qualidade com o marido, o jantar em família aos domingos… Defina seus objetivos e agarre-se a eles. No fim, só eles farão de você uma pessoa completa e realizada, seja qual for a área da sua vida.

3. Como você quer se sentir
A chegada dos 30 foi capaz de eliminar, sim, alguma das suas inseguranças, mas com certeza trouxe à tona muitas delas. É nessa fase da vida que você é capaz de reconhecer como se sente sobre si mesma, e especialmente: como gostaria de se sentir! Ao ganhar um pouco mais de experiência você reconhece que gostaria de amar mais a si mesma e começa a trabalhar para que, de alguma forma, você consiga se sentir mais confortável na própria pele. Como? Reservando um dia da semana para se dedicar a você – na manicure, num spa, na massagista… – ou até mesmo se dando pequenos mimos como recompensa pelo seu trabalho como funcionária, mãe e esposa. Não importa! O que conta mesmo é fazer com que você mesma consiga arrancar um sorriso do seu rosto. Afinal, você merece.

4. Que as vezes você está errada
Quando bem jovem, você odiava ouvir “não”, assuma! Mas com o tempo, ficou mais fácil aceitar que suas opiniões e convicções nem sempre eram as mais assertivas. A questão aqui é que você provavelmente deve estar repetindo agora mesmo alguns erros que cometeu no passado, e aposto que os fará de novo no futuro. E não tem problema, contanto que você aceite bem o momento em que perceber que poderia ter feito escolhas diferentes, e principalmente, que está disposta a mudar suas atitudes e aprender com seus erros. Mais importante que estar sempre certa, é assumir a responsabilidade por seus atos equivocados e se dar uma chance de tentar outra vez, dessa vez, tomando o melhor caminho.

5. Que você ainda tem muito a aprender
Nessa altura da vida, não é difícil listar seus próprios defeitos. Ao fazer esse exercício você descobre quais áreas de si mesma ainda precisa trabalhar. Talvez seja o seu temperamento explosivo, seu ciúme sem motivo, sua mania de não se atentar a horários… não importa! Seja o que for, é preciso deixar aquele lema “nasci assim, quem me ama deve me aceitar como sou” de lado, e assumir que, mesmo aos poucos, chegou o momento de rever e melhorar certas atitudes. O importante é trabalhar para melhorar as áreas que acabam influenciando sua vida negativamente, mas sem tirar de você aquela essência que te faz única, como aquela a ansiedade de roer as unhas ou a necessidade de ficar quietinha em casa nos fins de semana, enquanto suas amigas caem na balada.

6. Que você tem que aproveitar cada momento e ser feliz
O melhor de envelhecer é aceitar que, na verdade, pouco se sabe sobre a vida. Já notou como tudo nela é completamente subjetivo? Talvez esse seja o ponto mais reconfortante (e crucial!) sobre envelhecer. Ao longo da vida você tem se visto diante de situações em que nada pode fazer, a não ser respirar fundo e encarar. São os desafios da vida, alguns mais leves, outros mais intensos, que dão a você novos ensinamentos e certezas dia após dia. Portanto, não há nada que você possa fazer diante dos obstáculos da vida, a não ser tentar encontrar alguma felicidade no meio deles. Lembre-se: cada novo desafio, um aprendizado. Você não faz ideia do quanto ainda está por vir, e mais ainda, do quanto você ainda tem para aprender e ser feliz!


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
APP VIVO MULHER
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação