Amizades tóxicas: como se livrar delas!

Ela sabota sua dieta, critica sua apresentação, fala mal do seu namorado... amizades tóxicas existem e podem ser bem difíceis de identificar. Veja se o que rola entre você e sua melhor amiga é uma invejinha natural ou se você faz parte de uma relação abusiva

0 3719
As garotas do filme Meninas Malvadas ensinam como se livrar de amizades tóxicas

As garotas do filme Meninas Malvadas ensinam como se livrar de amizades tóxicas

Quem nunca sentiu uma pontinha de inveja e até já competiu com a melhor amiga que atire a primeira pedra! Esse tipo de comportamento é normal e, na maioria dos casos, acontece pelo excesso de admiração e adoração pela outra. Mas em alguns casos (em muitos, na verdade!), essa inveja acaba passando dos limites e o que tinha tudo para ser uma amizade divertida e diferente acaba se tornando uma relação possessiva e manipuladora.

Quem assistiu o filme Mulher Solteira Procura, de 1992, sabe muito bem o que eu estou falando. Nele, a protagonista vivida por Bridget Fonda é atormentada pela melhor amiga com quem divide apartamento. A possessão é tanta que a best-friend passa a copiar seu cabelo, suas roupas e consegue até roubar seu namorado. Credo!

Os primeiros sinais
Identificar essas amizades tóxicas pode ser bem difícil, principalmente diante dos primeiros sinais de manipulação. “Algumas pessoas têm dificuldades em enxergar o lado destrutivo das relações”, afirma a psicóloga Jan Yager, autora do livro When Friendship Hurts (Quando a Amizade Machuca – lançado em 2012 nos Estados Unidos e ainda sem tradução no Brasil). Por isso, nesses casos, o melhor é confiar na sua intuição.

Se você sentir que a sua amizade é mesmo destrutiva procurar se afastar, mesmo que seja aos poucos. Invente desculpas para cancelar a balada no fim de semana, não retorne suas ligações e deixe de responder mensagens no Whatsapp. O segrego é deixar a amizade esfriar, sem precisar expor seus motivos, principalmente porque uma das características das amizades tóxicas é a capacidade de manipular e até fazer você se sentir culpada por tentar romper a amizade, seja na base da insistência, do choro ou até mesmo por mensagens.

Serena e Blair, personagens da série Gossip Girl: exemplo clássico de amizade tóxica!

Serena e Blair, personagens da série Gossip Girl: exemplo clássico de amizade destrutiva!

Outro sinal, dessa vez um pouco mais racional, é procurar avaliar quando a sua melhor amiga procura você. Ela está mesmo disposta a dividir todo e qualquer momento da sua vida, ou só te procura quando está com problemas ou precisa de favores? Quanto mais próximas vocês ficarem, mais rápido ela vai conseguir isolar você de outras relações e até mesmo colocar um fim no seu relacionamento amoroso. Aí, vai ficar cada vez mais difícil se livrar dela, principalmente se você sentir que não tem outras amizades em quem se apoiar.

Quando a boa amizade se transforma
Diferente do caso das amizades tóxicas, algumas amizades saudáveis também podem mudar quando uma das pessoas passa por uma mudança de foco pessoal ou profissional. Quem explica é a psicóloga americana Suzanne Desses. “Há mulheres que querem começar uma família, por exemplo, mas suas amizades ainda esperam que elas continuem indo a festas e passando a noite fora de casa. Isso pode criar situações tóxicas, mas não são atitudes feitas por maldade”, explica.

A boa notícia é que, nesses casos, Suzanne garante a amizade tem salvação. “Amizades que passaram pelo teste do tempo e por muitas mudanças de identidade das amigas merecem esforço para serem ‘arrumadas’”.

Para manter distância
Jen Yager, autora do livro When Friendship Hurts, listou cinco tipos que amizades tóxicas que você deve se livrar já. Veja se você tem alguma amiga assim na sua vida!

Sanguessuga: Essa é aquela amiga que só te coloca para baixo. É ela quem vai dizer tudo de negativo em sua vida e vai trazer à tona comentários ruins e críticas nada construtivas. Ela adooora comentários maldosos e faz questão de relembrar todos os momentos tristes que você já teve que enfrentar.

Sabotadora: Invejosa, essa sua amiga quer tudo o que você tem. Aliás, se ela pudesse, trocaria de vida com você. Como ela ainda não conseguiu ter seu trabalho, seus amigos, seu cabelo maravilhoso, ela sabota todos os seus momentos felizes deixando escapar, sem querer, que seu namorado está planejando te pedir em casamento ou até comenta, na maior inocência, que ouviu seu chefe comentando que você ainda não está preparada para subir de cargo. Que preguiça…

inveja

Egocêntrica: Ela nunca tem tempo pra você, mas bastou surgir um probleminha na vida dela que você precisa esvaziar todos os horários da sua agenda para dar a atenção que ela precisa. Ela é aquela amiga que mais parece filha: dá trabalho na balada, precisa sempre de colo e atenção. Um conselho? Mantenha bebidas alcoólicas longe dela, a não ser que você não se importe de terminar sua festa mais cedo.

Competitiva: Esse tipo de amizade consegue ser bem exaustivo. Por que? Se você tem um problema, não importa qual seja, o da sua amiga sempre será maior. E o mesmo acontece nas suas vitórias. Ela nunca fica feliz por você ter conseguido uma promoção no emprego, ela não só conseguiu um aumento de cargo (e de salário), como conheceu o maior gatinho no corredor do escritório. O problema é saber até que ponto tudo isso é verdade…

Agressiva: Com essa, é melhor tomar cuidado. Ela não mede esforços, nem palavras, para criticar sua roupa, seu namorado, sua apresentação na reunião da empresa. Se ela tiver a oportunidade de diminuir você na frente de todos e te deixar na maior saia justa, melhor ainda. Com isso, você só se torna uma pessoa insegura e deixar de se dar o valor que merece. Aí não, né?

Bjs.
Fabi Scaranzi

*Imagens: Pinterest