Menu
 7395
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
Como fazer um vídeo-currículo, a nova tendência dos processos de seleção
Esqueça o currículo no papel. Já um sucesso nos Estados Unidos, o CV em vídeo é a nova maneira de se apresentar aos recrutadores e garantir o emprego dos seus sonhos
video-curriculo-fabiana-scaranzi

(Imagem: Shutterstock)

Ainda pouco conhecido, o vídeo-currículo (VC) aos poucos vem se tornando o queridinho no mercado de trabalho brasileiro. O motivo é simples: ele ajuda o recrutador a conhecer de uma maneira mais clara o candidato e ainda tira aquela primeira impressão muitas vezes fria e formal gerada pelo currículo impresso. “A ideia é que ele funcione como uma apresentação do candidato, que ressalte os aspectos interessantes da sua história e instigue a curiosidade do recrutador a ler seu currículo impresso e a chama-lo para uma próxima entrevista”, explica a Adriana Prates, Presidente da Dasein Executive Search.

Empresas que procuram por um candidato criativo, como em vagas na área de comunicação ou até mesmo em cargos mais jovens, como trainees, têm preferido essa nova forma de apresentação na hora de recrutar um novo funcionário. Por isso, apesar de ainda não ser possível adicionar o VC ao seu perfil do LinkedIn, uma boa saída é postá-lo no YouTube e deixar o link disponível em suas redes sociais.

O vídeo, porém, não exclui o participante de nenhuma outra etapa do processo seletivo – como a entrevista ou a dinâmica em grupo –, mas é uma excelente maneira de apresentar as conquistas do candidato e os sucessos da sua carreira. “Ele sofistica a apresentação e revela traços da personalidade, com dados criativos e porque não, até com um pouco de humor”, diz Adriana.

Mas é importante ficar atenta: uma empresa tradicional pode não gostar da iniciativa, nem dar atenção à ela. Por isso, antes de enviar o vídeo-currículo, verifique se a empresa o considera uma importante (ou interessante) ferramenta de avaliação.

Quer arrasar em frente às câmeras? Então, anote as dicas aí:

1. Duração: O vídeo não deve passar de dois minutos. Caso contrário, o recrutador pode perder o interesse e desviar a atenção.

2. Linguagem: O VC é todo sobre você, portanto não fale um texto decorado. Apenas se descreva com clareza e sinceridade, expondo seus pontos fortes e tente não ler, ensaie bastante pra ficar bem natural.

3. Postura: A linguagem corporal, mais do que as informações do seu currículo, dizem muito sobre você. Mostre que está confortável em frente às câmeras e se apresente com cabeça e costas eretas.

4. Local: Silencioso, organizado e bem iluminado, você deve ser o centro das atenções. Não deixe que nada ao seu redor distraia o selecionador.

5. Visual: Pesquise sobre a empresa em que pretende trabalhar. Nem sempre ela pede que o candidato use roupas formais. Ao se vestir de forma inadequada, a empresa pode entender que você pouco sabe sobre ela e que não tem o perfil que eles procuram. Todo cuidado é pouco! Mas se o vídeo ficar bem feitinho, suas chances podem ser ainda maiores.


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação