Saúde bucal: fim das dúvidas sobre os cuidados com os dentes

Fio dental, bruxismo, cáries... Pedi a um especialista para pôr fim às principais dúvidas quando o assunto é nossa saúde bucal!

0 674

my-dentist-nq-townsville-4810-image

Já notou como mesmo frequentando o dentista regularmente, algumas dúvidas sempre surgem quando o assunto é saúde bucal? Seja sobre prevenção de cáries, ou até problemas mais graves, como bruxismo. Para por fim às polêmicas mais recorrentes nos consultórios de odontologia, meu dentista no Ateliê Oral, Dr. Marcelo Kyrillos, contou o que é mito e o que é verdade quando o assunto é a saúde dos nossos dentes e qual é a melhor forma de cuidar e manter nosso sorriso sempre limpo (e lindo!). Olha só!

Devo molhar a escova de dente com a pasta?
Não! A própria saliva já é suficiente para causar a espuma necessária e criar a hidratação através do creme dental.

Fazer muito clareamento prejudica os dentes?
Sob orientação de um dentista, o clareamento pode ser realizado a cada três anos sem prejudicar a saúde dos dentes.

As receitas caseiras de pasta de dente que pipocam na internet diariamente, como pó de juá, argila branca, aloe vera, óleo de coco, funcionam?
Não! Não existem nenhuma comprovação científica dessas substâncias em relação à nossa saúde bucal e essas receitas só prejudicam os dentes.

Escovar a língua com a própria escova é certo?
Sim. Pode-se escová-la com a própria escova ou usar raspadores linguais.

Devo cobrir a escova de dente ou deixa-la aberta?
Sempre melhor protege-la, cobrindo ou colocando sua escova num recipiente fechado. O banheiro é um ambiente propicio para a proliferação de bactérias por conta da proximidade do vaso sanitário e toalhas úmidas. Como existem bactérias de sobrevivem 24 horas e ficam escondidas nas cerdas, uma dica é borrifar um antisséptico na escova logo após a escovação. Outro truque: as escovas dentais não devem ser trocadas somente quando começarem a fica desalinhadas, as trocas devem acontecer em média a cada 3 meses, ou seja, 4 escovas por ano.

Escovar ou não escovar os dentes após as refeições?
Não escovar imediatamente. Como nossas dietas atuais são muitos ácidas, após a ingestão dos alimentos o PH da boca diminui drasticamente. Nesse momento, a flora bacteriana e as enzimas da saliva fragilizam e amolecem o esmalte dos dentes e, com a escovação imediata, o desgaste é ainda maior. Portanto, o ideal é esperar pelo menos 30 minutos para o PH da boca se equilibrar e só depois fazer a escovação. A erosão é a maior doença odontológica da atualidade e será o mal do século na odontologia.

Como usar o fio dental corretamente?
O fio dental é fundamental para manter nossa saúde bucal, mas pra sua eficácia ser ainda maior, a grande dica é primeiro usar o fio dental e depois escovar os dentes. O ideal é guiar o fio no sentido da curva da linha da gengiva na base de cada dente, além de fazer um movimento de sobe e desce entre eles.

Usar bicarbonato melhora a aparência dos dentes?
Não. O bicarbonato é abrasivo e seu uso desgasta ainda mais os dentes. Este desgaste é conhecido como erosão dentária, e faz com que o dente com o passar do tempo fique mais amarelado e também vulneráveis as caries.

Algumas pessoas usam placas para dormir contra bruxismo. Elas devem ser usadas diariamente ou alternadas semana sim, semana não?
O ideal é usar diariamente sem parar, pois senão o cérebro pode ser confundido com a mordida diferente hora com placa, hora sem placa.

 Quando dormimos muitas vezes empurramos os dentes. Isso é prejudicial?
Sim. A língua é um músculo e funciona como se fosse um aparelho empurrando os dentes para frente. O ideal é procurar um dentista e um fonoaudiólogo que em conjunto analisam o motivo da língua estar se posicionando desta forma.

Fim das dúvidas? Agora ficou mais fácil manter a saúde bucal e o sorriso sempre lindo, né?

Bjs,
Fabi Scaranzi