Menu
 1802
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
3 gatilhos silenciosos que põem sua autoconfiança em risco (e como evitar!)
Não deixe a Síndrome da Impostora atrapalhar seu sucesso pessoal e profissional. Pare de se sabotar e aprenda como blindar sua autoconfiança eliminando três gatilhos comuns

comunicação - gatilhos autoconfiança foto de destaque

(Imagem: Shutterstock)

Você tem um emprego estável ou é dona de uma empresa que apresenta bons lucros no fim do mês. Você tem um relacionamento, tem filhos, ou se sente segura e confortável sendo solteira. Você tem uma rotina saudável e gosta do que vê no espelho. No seu saldo, tanto na carreira, quanto na vida pessoal, você tem uma lista cheia de vitórias e grandes realizações.

Por que será então que vira e mexe você sente como se tudo o que conquistou até agora foi obra da sorte ou do acaso? E mais: por que será que a opinião dos outros sobre você ser, ou não, merecedora de todas essas conquistas ainda faz você perder o sono?

Esse sentimento de que você é uma fraude e não merece tudo o que já conquistou é chamado de Síndrome da Impostora. E acredite: é mais comum do que você imagina!

A Síndrome da Impostora, entretanto, vai muito além de não se sentir segura o suficiente para apresentar seu negócio, ou dar as caras nas redes sociais para vender seus produtos e ideias. É a avaliação super rígida que fazemos de nós mesmas que, na maioria das vezes, coloca nossa autoconfiança lá embaixo.

O que pouca gente sabe que é existem três gatilhos silenciosos e bastante comuns que colocam ainda mais a nossa autoconfiança em risco. Anote aí:

– Criar metas impossíveis
– Tentar controlar o ambiente
– Comparar nossas conquistas com as dos outros

Abaixo, eu explico melhor cada um deles e como superá-los. Espia só!

1. Criar metas impossíveis
Existem vários tipos de pessoas que se enquadram nessa categoria: as perfeccionistas, as egoístas, as solitárias… Entretanto, é preciso ter em mente que ninguém é perfeito e que conseguir cumprir todas as funções ou conquistar todos os resultados sozinha é uma missão praticamente impossível. Todo mundo precisa de ajuda!

Esse é o seu caso? Então aqui vai um aviso: ao determinar para si mesma padrões tão altos, você, além de não se sentir boa o suficiente, ficará cada vez mais longe do sucesso.

Para mudar esse traço da sua personalidade e não deixar que a Síndrome da Impostora abale a sua autoconfiança, tente identificar onde e com que frequência essas características aparecem na sua vida. Depois, faça algumas adaptações:

Diminua o seu perfeccionismo e grau de exigência
Priorize e defina suas metas e limites
Delegue e peça ajuda sempre que necessário

comunicação - gatilhos autoconfiança foto de dentro

(Imagem: Shutterstock)

2. Tentar controlar o ambiente
 Se você já é bem-sucedida, com certeza tem uma demanda maior de tempo, esforço e energia, tanto no trabalho, quanto na vida pessoal. Esse “malabarismo” naturalmente cria uma sobrecarga tão grande que não é difícil você sentir como se não tivesse controle da própria agenda.

Como resultado, você passa a tentar controlar tudo aquilo que acha possível, como as atitudes de outras pessoas e certas situações. Mas, como é impossível controlar as opiniões e atitudes dos outros e como muitas vezes certos acontecimentos vão além da nossa vontade, é óbvio que no final você vai se sentir ainda mais impotente e incapaz.

O segredo, então? Mude seu foco! Passe a se concentrar somente naquilo em que você pode controlar: seus pensamentos e comportamento. Tenha em mente que o modo como você se comporta é a porta para todo o processo do trabalho, e muito do resultado vem da maneira como você externaliza suas ideias, opiniões e sentimentos. A vitória nada mais é que do que resultado do seu trabalho árduo, determinação, superação e autocontrole.

3. Comparar nossas conquistas com as dos outros
Cada vez mais vivemos em uma sociedade que aprova a cultura da comparação e as mídias sociais tornaram ainda mais fácil essa “competição velada”. Já reparou como todo mundo parece sempre feliz e realizado nas fotos do Instagram? São poucos os que mostram a vida real, a luta constante, os erros e acertos, as frustrações…

Aí, não tem jeito! É fácil acreditar que os outros têm mais, alcançaram mais, evoluíram mais e que nós não passamos de uma mentira.

Para se blindar desse gatilho, lembre-se de que nem sempre o que você vê do lado de fora é real. Você está vendo apenas o resultado final do que os outros querem que você veja. Você não sabe o quanto eles trabalharam duro, o quanto erraram e quantas noites em claro passaram para chegarem no momento daquela foto.

Depois, tenha uma visão clara do que você deseja pra você e porquê. Conecte-se aos seus principais valores e definas metas alcançáveis, sempre levando em conta a sua visão de sucesso a curto, médio e longo prazo.

Por fim, faça uma autoavaliação semestral para garantir que suas metas e planos ainda são os mesmos e, principalmente, que você continua alinhada com o seu objetivo. Esse plano de ação vai te manter focada no que é importante pra você, ao invés do que os outros estão fazendo.

Vale lembrar que a Síndrome da Impostora nada mais é do que um conjunto de inseguranças que pouco a pouco colocam a nossa autoconfiança lá em baixo. Eliminando esses três gatilhos silenciosos você vai ser capaz, não só de identificar e alterar os padrões de avaliação que abalam sua autoestima, como se tornar uma mulher mais segura e muito mais feliz e realizada, pode acreditar.

Bjs,
Fabi Scaranzi


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação