Menu
 2087
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
Síndrome da Impostora: descubra o que é e como lidar com ela
Os pensamentos negativos que acompanham a Síndrome da Impostora podem colocar o nosso sucesso profissional e as nossas relações afetivas em perigo. Aprenda o que é e como superar esse problema que afeta principalmente as mulheres!

comunicação - sindrome da impostora foto de destaque

(Imagem: Shutterstock)

Se constantemente você sente que não merece todos os méritos e realizações que já conquistou, se tem vergonha de se expor e acha que nunca tem nada de verdadeiramente importante para contribuir, seja numa conversa com amigos ou em uma reunião de trabalho, você sofre da Síndrome da Impostora.

De acordo com um artigo publicado no International Journal of Behavioral Science, estima-se que 70% das pessoas experimentam esses tais sentimentos impostores em algum momento da vida. E mais: a Síndrome da Impostora afeta todos os tipos de pessoas, de todas as classes sociais e meios de atuação: mulheres, homens, estudantes, gerentes, empreendedores, funcionários, freelancers, executivos…

Mas, afinal, o que é a Síndrome da Impostora?
A pessoa com Síndrome da Impostora sofre constantemente com um misto de sentimentos negativos que vão desde insegurança, baixa autoestima e complexo de inferioridade, até perfeccionismo, apreensão, ansiedade e medo de ser descoberta e exposta. A Síndrome foi identificada pela primeira vez em 1978 pelas psicólogas americanas Pauline Rose Clance e Suzanne Imes, que comprovaram, inclusive, que são as mulheres quem mais sofrem de pensamentos autodestrutivos.

No livro “The Secret Thoughts of Sucessful Women”, ou “Os Pensamentos Secretos das Mulheres Bem-sucedidas”, em tradução literal, a autora Valerie Young, qualificou quais são os perfis psicológicos que mais experimentam os sentimentos da Síndrome da Impostora. Dá uma olhada!

> O “perfeccionista” – são aquelas pessoas que estabelecem expectativas extremamente altas para si mesmas e, mesmo que atinjam 99% de suas metas, continuam se sentindo fracassadas. Qualquer pequeno erro as faz questionar sua própria competência.

> O “especialista” – sentem a necessidade de conhecer todas as informações antes de iniciar um projeto e procuram constantemente novas garantias ou treinamentos para aprimorar suas habilidades. Essas pessoas não se candidatam a um emprego se não atenderem a todos os critérios descritos na vaga e podem hesitar em fazer uma pergunta durante uma reunião no trabalho, por exemplo, por medo de parecer estúpida por não saber a resposta.

> O “gênio natural” – são pessoas que não se acham bons o suficiente simplesmente por precisarem lutar ou trabalhar duro para realizar algo. Elas estão acostumadas com trabalhos “fáceis” e automáticos e, quando precisam se esforçar para realizar uma tarefa, seus cérebros automaticamente lhes dizem que elas são uma farsa e que não merecem reconhecimento.

> O “solitário” – sentem que precisam realizar tarefas por conta própria e, ao se verem precisando de ajuda, concluem que são um fracasso ou uma fraude.

> O “super-homem” ou “super-mulher” – se esforçam para trabalhar mais do que qualquer outro colega ao seu redor simplesmente para provar que não possuem pensamentos autodestrutivos.  Essas pessoas sentem também uma necessidade constante de ter sucesso em todos os aspectos da vida e podem se sentir estressados quando deixam de alcançar uma meta.

comunicação - sindrome da impostora foto de dentro

(Imagem: Shutterstock – Ilustração GoodStudio)

Sintomas da Síndrome da Impostora

A Síndrome da Impostora nada mais é do que alimentar a ideia de que você só tem sucesso, seja na carreira ou dos relacionamentos interpessoais, por pura sorte, e não por causa do seu talento ou qualificação. Alguns sintomas dessa desordem psicológica você confere abaixo!

1. Necessidade de se esforçar demais
2. Autossabotagem
3. Adiar tarefas
4. Medo de se expor
5. Constante comparação com colegas
6. Necessidade de agradar os outros o tempo todo
7. Duvidar da própria capacidade ou do merecimento por certas conquistas

Por que as pessoas experimentam a síndrome do impostor?
É impossível dar uma resposta única, uma vez que ela pode estar tanto ligada a traços da nossa personalidade, como a ansiedade, até a memórias da infância, como sentimentos de inferioridade por não alcançar notas altas na escola ou a constante comparação com os irmãos, por exemplo. Resultado? Desde pequenas essas pessoas aprendem que, para ser amado ou admirado, é preciso alcançar resultados e se superar constantemente.

Fatores externos, como o ambiente de trabalho também pode desempenhar um papel importante no estímulo da Síndrome da Impostora, uma vez que ao sentir que você pertence a um grupo ou lugar, você ganha confiança. Quando não, você pode desenvolver quadros de estresse, depressão e ansiedade.

Síndrome da Imposta, como lidar?
Um dos primeiros passos para superar os sentimentos impostores é reconhecer que eles existem e o quanto eles te atrapalham, seja no trabalho, nas relações familiares ou no convívio com amigos e parentes.

Depois, tente reformular seus pensamentos, afinal a única coisa que difere quem sofre da Síndrome da Impostora e quem não sofre é a forma como essas pessoas respondem aos desafios da vida, aos problemas, as boas e más notícias.

Peça ajuda! Seja a de um amigo confiável ou de um profissional, escolha um mentor para compartilhar seus anseios e angústias e peça opiniões e conselhos sinceros.

Aceite os próprios defeitos e qualidades, e evite se comparar aos outros. Entenda a importância de não estabelecer metas inalcançáveis e reconheça não somente seus erros, mas também suas limitações e, principalmente, procure aprender com elas.

E, por fim, entenda que passar por um momento ou outro de dúvida sobre a sua capacidade é normal, o importante é não deixar que essas dúvidas controlem as suas ações.

Dicas anotadas?


Bjs,
Fabi Scaranzi


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação