Método Pomodoro: técnica otimiza o trabalho e estimula a concentração

O Método Pomodoro é conhecido por dividir o trabalho em blocos, dedicando um período para cada tarefa do dia, seguida de pausa rápida

0 1432

    1pcs-font-b-tomato-b-font-360-degree-font-b-kitchen-b-font-font-b-timers

    Vivo procurando técnicas pra otimizar meu tempo (que normalmente é bem corrido!) e concluir minha lista de compromissos, sem atrapalhar meus momentos de lazer com a família e amigos.

    Buscando formas de equilibrar vida pessoal e profissional, percebi que o grande desafio do dia-a-dia é manter a concentração no trabalho e terminar o que preciso fazer em tempo hábil e sem interrupções. Foi por isso que o Método Pomodoro me chamou tanto a atenção.

    Também ficou curiosa? Pomodoro, que em italiano significa “tomate”, foi uma técnica de trabalho criada por Francesco Cirillo. A inspiração do nome veio após o italiano usar um timer de cozinha no formato da fruta para cronometrar seu tempo. Criativo, não?

    Entendendo o Método Pomodoro
    O segredo do Método Pomodoro na verdade é bem simples: a ideia é dividir o trabalho em blocos, dedicando um período específico para cada função do trabalho, seguido de uma pausa rápida. De acordo com Francisco Cirillo, é dessa forma que a gente consegue manter a mente totalmente focada na atividade durante o período de prazo proposto.

    Depois de muita pesquisa, o italiano concluiu que 25 minutos são o ideal para cada bloco de trabalho, chamados por ele de “pomodoros”. É depois desses 25 minutos que você deve fazer uma pausa de cinco minutinhos e então, recomeçar. Ao final de quatro pomodoros, você terá um descanso de 30 minutos, o que é o suficiente para o seu cérebro.

    As vantagens dessa técnica
    Além de otimizar o seu tempo e fazer o seu trabalho render muito mais, com um pouco de prática o Método Pomodoro ensina você a se organizar melhor, não apenas na vida profissional, mas na pessoal também.

    Mas como é difícil dividir as tarefas do dia em 25 minutos cada, né? Isso vai exigir de você muita noção do que é viável (ou não!) ser realizado nesse espaço de tempo. É por isso que eu já aviso: você vai penar um pouquinho até conseguir organizar essa divisão de trabalho e descobrir quanto tempo leva pra concluir cada uma dessas atividades. E nada de se frustrar se no começo forem necessários alguns pomodoros a mais. Com um pouco de prática, não vai demorar até você encontrar tempo sobrando no seu dia. Já pensou que sonho?

    Abaixo, um vídeo em inglês (mas bem explicadinho!) da proposta do Método Pomodoro e porque ele tem tudo melhorar sua rotina de trabalho e fazer você ganhar horas preciosas no seu dia. Aperte já o play!

    Fique longe das distrações
    Nem preciso dizer que para o Método Pomodoro dar certo, você precisa manter todos os celulares, tablets e afins bem longe, né? Afinal, aquela “checadinha rápida” no Whatsapp, Facebook e Instagram acabam roubando um tempão do nosso tempo.

    Para a técnica ser 100% eficaz você tem que entender que seus compromissos devem ser realizados sem nenhuma interrupção – salvo algumas exceções, como uma reunião com o chefe, ou buscar as crianças na escola… situações que você não pode jamais ignorar! Aí você para o termômetro e recomeça quando puder terminar sem ser interrompida.

    Técnica adaptada
    Não precisa sofrer nem se estressar se você sentir que os pomodoros não estão sendo suficientes para a quantidade de compromissos que você tem todos os dias, ou que os cinco minutos de pausa, na verdade, precisavam ser 10! Você pode adaptar o Método Pomodoro às suas necessidades.

    Sentiu que a última atividade exigiu muito de você, principalmente mentalmente? Então vale a pena dar uma esticadinha na sua pausa para não começar a próxima tarefa tão cansada. Só não vale protelar demais e deixar os compromissos para o dia seguinte. Isso vai atrasar completamente seu cronograma.

    E se você se vir toda inspirada para terminar uma atividade e sentir que a produção está fluindo como nunca, não precisa “parar” só porque o termômetro apitou. É por isso que você deve testar o método aos poucos e ajudar os pomodoros de acordo com a sua necessidade de tempo e pausas. Assim você evita momentos de exaustão ou que seu processo criativo seja interrompido sem necessidade.

    Bora tentar?

    Bjs,
    Fabi Scaranzi