Fechar
Fabiana Scaranzi
Menu
 833
Alimentos vendidos na praia: atenção aos cuidados!
É preciso checar a temperatura e o estado de conservação de porções e pratos típicos antes de se jogar nos alimentos vendidos na praia. Eles são uma delícia, mas podem estar contaminados
13006951

(Foto: Alvarélio Kurossu / Agência RBS)

Milho verde, pastel, porções de frutos do mar, sorvete, chá mate, cocada… a variedade de comidas deliciosas vendidas na praia é enorme e, durante as férias, a gente normalmente se permite sair um pouquinho da dieta, né?! Mas será que é seguro consumir esses produtos sem ter certeza da origem e, principalmente, se eles estavam bem conservados em armários e geladeiras?

Segundo a nutricionista do Hospital Albert Einstein, Thaís Eliana C. de Lima, a temperatura dos alimentos é um bom sinal da qualidade do produto vendido, assim como o seguimento das regras de armazenamento e preparo para cada um desses pratos. “Verifique a higiene do local onde os alimentos são comercializados, assim como o cheiro e o gosto do alimento. Observe se eles estão com boa aparência e odor adequados. Caso fique em dúvida, não coma”. E não se esqueça de observar também a higiene pessoal do vendedor: se suas unhas estão limpas e aparadas, se ele usa luvas, se seu cabelo está preso com touca e o uniforme limpo. Tudo isso é importante é pode, sim, evitar uma contaminação!

O mesmo vale para toda comida levada para praia. A nutricionista lembra da importância de levar apenas alimentos que não estraguem fora de refrigeração, uma vez que recipientes térmicos ou com bastante gelo podem até ajudar a manter a temperatura dos alimentos frescos, mas possuem um tempo limitado e variável de conservação e, dependendo do calor intenso, têm um efeito bem curto.

Atenção redobrada com os frutos do mar
Como resistir à tentação de pedir só uma porçãozinha de lula, né?! Mas tenha em mente que os frutos do mar em geral possuem um alto risco de contaminação por serem alimentos ricos em água que, mesmo submetidos à temperatura na hora do preparo, podem ser facilmente contaminados. “O armazenamento na temperatura incorreta somado à ação do calor e exposição ao sol pode levar a uma multiplicação de microrganismos e prejudicar a saúde dos indivíduos”, explica Thais. Aliás, ela lembra que durante o verão um dos principais problemas registrados em hospitais do litoral é a gastroenterite, infecção intestinal que pode provocar diarreia e vômito, causada normalmente por alimentos contaminados ou fora do prazo de validade.

camarao

Não esqueça de tomar muito líquido
A água de coco, de preferência, é um ótimo repositor para os períodos de calor, atividade física intensa ou até mesmo para ser usada em casos de desidratação. “Além de possuir baixo valor calórico ela proporciona uma forma rápida de hidratação ao organismo”, explica a especialista. Entretanto, assim como qualquer bebida, ela pode estar contaminada pelo gelo fabricado com água imprópria para o consumo. Por isso, se ficar insegura, prefira garrafas de água mineral e certifique-se de que elas estão bem lacradas.

Tomando esses cuidados e ficando de olho especialmente ao que é oferecido para crianças e idosos (que normalmente são mais frágeis e suscetíveis a contaminações), com certeza você e sua família vão ter férias incríveis e um verão maravilhoso – e não se esqueça do filtro solar, hein?!

Bjs,
Fabi Scaranzi


FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
APP VIVO MULHER
Stay Connected
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação