Dor durante a relação sexual? Entenda as causas e o que fazer

Algumas mulheres, mesmo depois de anos de relação, ainda sentem dor durante a relação sexual. Saiba já os motivos do desconforto e como amenizar o problema

0 6091

dor-relacao

Sabia que sentir dor durante a relação sexual é mais comum do que se imagina? Pesquisas revelam que 1 em cada 5 mulheres sentem dor no momento da penetração. Bastante, né? Aí, aquele momento que tinha tudo pra ser de total prazer, acaba se tornando um “sacrifício”.

De acordo com a ginecologista de São Paulo, Eloísa Nogueira, esse incômodo tem nome: dispareunia. “A dispareunia é aquela dor persistente no genitais, seja antes, durante ou depois das relações sexuais”, explica.

Conheça as causas mais comuns para as dores durante a relação sexual
O desconforto durante o sexo pode ser causado por inúmeros motivos. Conheça alguns deles citados pela especialista.

Falta de lubrificação causada pelo pouco estímulo ou preliminares insuficientes ou até por alterações hormonais, principalmente com a chegada da menopausa.

Irritação vaginal causada pelo uso de absorventes internos e sabonetes perfumados.

Dor proveniente de inflamações ou infecções urinária ou vaginal, ou até infecção nas trompas de Falópio, que faz com que a penetração seja dolorosa.

Reação alérgica a certos contraceptivos, como espermicidas ou até pelo látex de alguns preservativos.

Doença inflamatória pélvica (DIP) ou até mesmo um prolapso uterino – condição anatômica que faz com que o útero seja um pouco inclinado para trás.

Casos de infecção por herpes ou presença de hemorroidas.

Relação sexual realizada pouco tempo após uma cirurgia na região pélvica e genital.

Fatores emocionais ou psicológicos, além de certas posições sexuais que podem ocasionar dor.

Beautiful young couple

Sinto dor durante a relação sexual. O que posso fazer e como me tratar?
Se você faz parte do time de mulheres que sente dor durante a relação sexual, o primeiro passo é não deixar que isso afete seu psicológico. “Muitas mulheres acabam se afastando do parceiro por insegurança, autoestima baixa e até medo de se sentirem incapazes de sentirem e darem prazer”, diz dra. Eloísa. Muitas, ainda, acabam perdendo o desejo sexual uma vez que passam a associar o sexo com dor.

Mas calma, a dispareunia tem tratamento. O primeiro passo é conversar abertamente com seu parceiro e ginecologista para juntos identificarem as causas do desconforto e, então criarem um melhor método de tratamento. “Se as causas forem uma infecção, é mais fácil de tratar”, explica a ginecologista. Agora, se a dor persistir, uma boa opção é partir para tratamentos alternativos, como a fisioterapia uroginecológica.

Só não aceite a dor durante a relação sexual como algo normal. Pelo contrário. O incomodo tem tratamento e o melhor: normalmente é feito de forma rápida e bem simples. Depois disso, é só prazer!

Bjs,
Fabi Scaranzi