Menu
 1709
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
Escuta ativa: 5 maneiras de melhorar essa habilidade
Ao praticar a escuta ativa você não só melhora seus relacionamentos interpessoais, como cresce pessoal e profissionalmente. Aprenda como!

comunicação - escuta ativa foto de destaque

(Imagem: Shutterstock)

Existe uma frase do escritor americano Ralph G. Nichols que eu gosto muito: “A mais básica de todas as necessidades humanas é a necessidade de entender e ser entendido. A melhor maneira de entender as pessoas é ouvi-las”.

Temos a tendência de prestar muita atenção à nossa capacidade de falar. Treinamos nossas apresentações, discursos, agradecimentos… só que pouca gente lembra que a capacidade em ouvir é tão importante quanto a capacidade de falar.

Muito mais do que nos ajudar a compreender e assimilar a mensagem do outro, a escuta ativa permite nos comunicarmos e nos relacionarmos com confiança (em nós mesmas e nos outros).

Precisando melhorar sua escuta ativa? Confira já minhas cinco dicas abaixo!

1. Esteja com a mente totalmente concentrada
Quando alguém está falando, é superimportante estar com a mente totalmente presente e livre de qualquer distração. Se algo a mais estiver ocupando o seu pensamento, como uma ligação que você precisa fazer ou um e-mail que precisa responder, informe ao outro, faça o que precisa fazer e só então se disponha a conversar. No momento da conversa, preste atenção ao tom de voz do outro, às suas expressões faciais e linguagem corporal. Esses detalhes vão te dar informações tão importantes quanto aquelas que estão sendo ditas verbalmente.

Ah, e mais uma dica: uma boa maneira de mostrar que você está de fato ouvindo e prestando atenção é provar que você está conseguindo identificar, inclusive, o estado emocional do outro. Como? Você pode dizer frases do tipo: “você parece irritado” ou “tem algo preocupando você?”

2. Coloque-se no lugar do outro
Se você concorda com o outro ou pelo menos se interessa pelo o que ele tem a dizer, deixe isso claro! Durante a conversa, faça um esforço para se colocar no lugar da pessoa, procure levar em conta sua história de vida, suas motivações e quais lutas ela pode estar enfrentando. Com certeza ela vai apreciar o seu esforço extra em tentar entende-la e realmente ouvi-la.

comunicação - escuta ativa foto de dentro

(Imagem: Shutterstock)

3. Pontua as palavras-chave
Se o seu problema é a dificuldade em se concentrar por mais de um minuto e por isso não absorve as mensagens do outro facilmente, aqui vai outra dica importante: tente captar algumas palavras-chave da conversa. Assim que a pessoa terminar de falar, mostre que você realmente a ouviu mencionando todos esses pontos captados e peça uma explicação mais detalhada sobre eles. Dessa forma, você não vai precisar se sentir culpada por não acompanhar toda a conversa, ao mesmo tempo que faz um esforço honesto para compreender e assimilar a comunicação do outro.

Só não tente blefar ou fingir que ouviu, ok? Se você se desconcentrar totalmente, o melhor é admitir que perdeu o foco e pedir que repitam o que foi dito. Nessas horas, a sinceridade é o melhor caminho!

4. Pratique
Muita gente tem o hábito de pensar no que vai responder ao mesmo tempo que escuta a mensagem do outro. Resultado? Grande parte da comunicação acaba sendo perdida. O ideal é tentar se concentrar completamente no que a pessoa está dizendo.

Para praticar a escuta ativa, minha sugestão é que você se sente com um amigo ou parente e pergunte sobre algum acontecimento ou novidade e, em seguida, tente repetir exatamente a história que acabou de ouvir. Você vai perceber que fica muito mais fácil se concentrar nas palavras dos outros quando para de se preocupar com a resposta que terá que dar em seguida.

Quer mais? Para treinar sua escuta ativa, tente conviver com alguém que a língua nativa não seja a mesma que a sua. Uma vez que o sotaque do outro pode dificultar a compreensão da mensagem, você vai se esforçar em dobro para simplesmente compreender totalmente as palavras que está ouvindo.

5. Seja curiosa (e mente aberta!)
Pessoas naturalmente curiosas vêem conversas como oportunidades de aprendizado. Elas estão sempre procurando descobrir ou aprender algo novo, e, consequentemente, praticar a escuta ativa. Além de curiosas, essas pessoas têm mais facilidade para entender que o seu modo de ver as coisas pode não ser o único ou necessariamente o melhor, e não sentem a necessidade de sempre defender seu ponto de vista.

Para fazer parte desse time, minha sugestão é que você se inscreva em cursos, seja voluntária em novos projetos e abrace novas experiências. Assim, além de memórias e aprendizados incríveis, você vai passar a ouvir e compreender melhor o outro, e avançar ainda mais na sua jornada de autodesenvolvimento.

Dicas anotadas?

Bjs,
Fabi Scaranzi


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação