Pesquisa descobre um novo segredo para a longevidade

Está comprovado: quanto menor a quantidade de calorias no seu prato, maior sua expectativa de vida. Entenda as descobertas da pequisa

0 1458

fabi longevidade

Quer aumentar sua expectativa de vida? De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da universidade de Brigham Young University, em Utah, nos Estados Unidos, o segredo está no “menos”… em comer menos!

A pesquisa, publicada no periódico científico “Molecular & Cellular Proteomics” revela que comer menos, além de ajudar quem quer emagrecer, também pode ser uma boa alternativa para retardar o envelhecimento e ganhar longevidade. Quer saber detalhes? Dá uma olhada abaixo!

Entenda a descoberta da pesquisa
Para chegar a esse resultado, a pesquisa avaliou dois grupos de ratos. Um deles teve acesso ilimitado à comida, enquanto o outro recebeu 35% das calorias oferecidas ao primeiro, mas com os nutrientes necessários para sobreviver. Após dias de observação, os estudiosos notaram que os ratinhos com uma dieta restrita tinham mais energia e apresentavam menos doenças, consequentemente vivendo melhor e por mais tempo.

De acordo com os autores da pesquisa, a explicação para essa descoberta está no achado de que, ao baixar o consumo de calorias, acontece uma desaceleração da atividade dos ribossomos, fabricantes de proteínas das células. Com isso, o processo de envelhecimento também diminui, fazendo o organismo funcionar melhor. “Quando você restringe o consumo de calorias, há quase um aumento linear no tempo de vida. Nós concluímos que a restrição causou mudanças bioquímicas reais, que retardaram a taxa de envelhecimento”, falou John Price, pesquisador líder do estudo, para o site da Brigham Young University.

Entretanto, é preciso tomar cuidado: a pesquisa ainda não foi testada em humanos, por isso nada de sair cortando calorias do seu cardápio de forma desenfreada. John Price alerta que a principal lição que devemos tirar desse estudo é a importância do cuidado com nossos corpos. ““Comida não é só material a ser queimado. É um sinal que mostra ao organismo e às células como trabalhar”, defende Price. “Nós estamos desvendando os mecanismos do envelhecimento, o que pode nos ajudar a ser mais educados sobre nossas escolhas alimentares”, afirma o expert.

Portanto, aqui vai mais um motivo pra você passar a se alimentar menos… e melhor! Quem espera viver por muitos anos, não só deve reduzir o caminho das porções como escolher muito bem o que colocar nos nossos pratos. Bateu uma dúvida? Dá uma olhada nessa lista com os 45 alimentos mais saudáveis de todos os tempos pra você incluir já na sua dieta.

Assim fica fácil mais ganhar alguns anos de vida, né? Ô notícia boa!

Bjs,
Fabi Scaranzi