Menu
 1406
É perfeccionista? Não deixe isso afetar a carreira
Na dose certa, ela pode te levar longe, mas se em exagero essa mania de perfeição pode tirar alguns prazeres da sua vida, principalmente no trabalho. Não deixe esse seu lado perfeccionista diminuir seu sucesso!

untitled

Ser perfeccionista. Para muitos, qualidade, para outros, um defeito terrível. Eu sou perfeccionista e muitas vezes acabo achando que é um defeito porque a gente sofre com isso. A verdade é essa mania de perfeição e vontade de querer fazer tudo bem feito precisa ser dosada para que não vire um problema. E as consequências vão muito além do escritório. Uma pessoa perfeccionista quer ver tudo perfeito, sempre. Seja no jantar de Dia dos Namorados, ou na organização da festa surpresa da melhor amiga.

O que pouca gente sabe é que ser perfeccionista, além de ser extremamente exaustivo – experimenta tentar fazer tudo perfeitinho o tempo todo – pode causar consequências enormes, principalmente no trabalho. Aí a frustração é enorme, afinal, você só estava dando o seu melhor, certo? Com ela, surge também a sensação de insegurança e incompetência, quando, na verdade, o que você queria era poder sentir orgulho de si mesma.

É preciso admitir: quem é perfeccionista vive colocando uma pressão absurda sobre si mesmo. Você se esforça em dobro, se cobra em dobro, se atenta à detalhes que ninguém mais notou. Entretanto, é esse mesmo perfeccionismo que pode fazer você atrasar prazos de entrega, se tornar uma pessoa egoísta e não ver prazer em outras atividades.

Dá uma olhada nessas cinco formas como a sua mania de perfeição pode estar sabotando a sua carreira. É preciso ficar de olho!

1. Sente dificuldade para trabalhar em equipe
A maioria das empresas fazem questão de enfatizar que cada funcionário tem sua função, mas juntos, eles formam um time. O problema é que, ao realizar uma tarefa em equipe você se vê obrigada a passar algumas funções a diante e quando o resultado chega, quem é perfeccionista não consegue não pensar: “eu poderia ter feito isso melhor”. Aí, esse medo de não entregar um trabalho descente faz você acumular mais obrigações, fazer a sua parte e a dos outros e no final: fazer tudo sozinha! Esse individualismo pode afastar você dos colegas de trabalho e, com o tempo, você passa a ser considerada uma pessoa difícil de conviver. Será que não vale a pena soltar um pouco “as rédeas” e tentar aproveitar um pouco mais as parcerias?

2. Você não consegue entregar seu trabalho a tempo
Quanto mais alto for o nível de qualidade que você mesma definir para as suas tarefas, maiores as chances de você se sentir insatisfeita com seu trabalho. A frustração vai fazer você lamentar o rendimento que teve, ou passar madrugadas em claro querendo fazer melhor. A intenção de ser cada vez melhor é super positiva, só avalie se ela não está impedindo você de produzir seu trabalho a tempo, impedindo você de completar tarefas simples no prazo. Qualidade é importante, mas pode ter certeza que seu chefe também está avaliando sua capacidade de cumprir cronogramas.

mulher-trabalho

3. Fica inibida na hora de fazer perguntas e tirar dúvidas
Em muitos casos, junto com o perfeccionismo vem a sensação de que você precisa ter sempre todas as respostas. Quem tem essa mania de ser perfeita sempre vê como incompetência a necessidade de fazer perguntas, até mesmo em uma área que não está familiarizado. No ambiente corporativo, entretanto, essa sensação deveria ser contrária, afinal é através das perguntas e dúvidas que você aprende novas informações e até novas habilidades. Portanto, deixe o orgulho de lado e aceite que é ok dizer ao seu superior ou aos colegas de trabalho que você precisa de informações adicionais ou até mesmo de mais tempo para aprender a executar bem uma tarefa. Isso não é motivo de vergonha, pode confiar!

4. Tem medo de experimentar coisas novas
Quem é perfeccionista adora trabalhar com o que já é conhecido, afinal, as chances de errar ou apresentar um trabalho mal feito são quase nulas. O problema, é que junto com esse conforto, vem também a estagnação! É preciso ter em mente que começar do zero tem suas vantagens, principalmente no trabalho. Ao assumir novos cargos ou funções, você corre o sim de cometer erros, mas eles serão fundamentais para que você conquiste novas habilidades e saia da zona de conforto. E mais: gestores dificilmente promovem funcionários que, apesar de executarem bem suas tarefas, quase nunca agregam nada de novo à empresa. É preciso inovar para se destacar. Tenha isso em mente, sempre!

5. Você não desfruta do que conquistou
Não importa quão grande ou pequena foi a sua conquista, é sempre importante dar um passo para traz, rever seu trabalho e comemorar o seu sucesso. Sério, você merece! Você não só pode, como deve reconhecer seus esforços e o quão duro trabalhou para apresentar bons resultados. Se seu lado perfeccionista faz você se sentir como se nada fosse bom o suficiente e que aquele projeto não é digno de celebração, talvez seja a hora de desligar os motores e dar-se um tempo para refletir e apreciar a si mesma, porque, no final do dia, sua saúde mental e sua autoestima são tão importantes quando àqueles números altos que você fez sua empresa render.

Bjs,
Fabi Scaranzi

*Imagens: Shutterstock


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
APP VIVO ESTILO
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação