Menu
 3713
Baixe agora meu e-book: 10 erros mais comuns ao falar em público
7 perguntas vão te impedir de comprar por impulso!
Será que você precisa mesmo de mais uma camisa branca? Antes de passar pelo caixa, faça essas sete perguntas abaixo para ter certeza se precisa levar mais uma roupa pra casa

1773_buy-keep-store

Vamos confessar: comprar uma roupa nova, ainda mais se for em liquidação, é uma delícia! E dependendo do caso, uma vez ou outra a gente até merece se dar um pequeno mimo, né? Seja para comemorar algo que deu certo, ou até mesmo melhorar um pouquinho o humor depois de uma frustração.

Mas a compra por impulso exige atenção se for realizada constantemente e principalmente: se for para compensar algum buraco interno. Afinal, não demora até que ela comece a causar problemas, que vão desde um guarda-roupas lotado até limite do cartão de crédito estourado.

Por isso, antes de comprar uma roupa nova por impulso, aqui vão sete perguntinhas básicas que você deve fazer a si mesma. Anote já!

1. O que essa roupa trás de diferente ao meu look?
É logico que você não precisa pensar muito pra saber que aquela calça jeans usada durante a gravidez não te serve mais, mas será que essa nova peça traz algum acréscimo para a pessoa que você é hoje? Comprar por comprar significa apenas um guarda-roupas lotado, difícil de organizar e até de encontrar o que você procura. Por isso, o melhor é sempre avaliar se você já não tem uma peça similar a essa e se ela “casa” bem com outras peças que você já tem e se, juntas, vão formar looks poderosos.

2. Essa roupa valoriza suas curvas?
A peça pode até ser linda, mas nem sempre é perfeita para o seu tipo físico. Lembre-se que você tem que se sentir confortável e confiante dentro da roupa e não comprar algo apenas porque “está na moda”. Não adianta comprar uma calça skinny se você for baixinha e vai acabar aposentando a peça em breve por se sentir pequena demais toda vez que está com ela.

3. É possível criar mais de um look com essa peça?
O segredo para um guarda-roupa completo sem estar abarrotado de roupas é aquele que tem a menor quantidade de peças, mas com a maior possibilidade de combinações. Suas roupas devem ser sempre versáteis, concisas e precisam casar entre si. Por isso, antes de sair comprando desenfreadamente, tenha a certeza que essa peça vai combinar com pelo menos outras três roupas que você já possui, ou se não tem nada que combine com ela. Nesse último caso, será que o gasto vale a pena?

4. Já tenho algo parecido?
Pra que levar mais uma saia preta pra casa se você já tem outras três bem parecidas? Antes de passar pelo caixa, pense bem: não é muito mais gostoso gastar seu dinheiro (e tempo!) escolhendo uma roupa que vai te dar um look totalmente novo ao invés de comprar algo que vai te deixar mais uma vez “com a mesma cara”?

5. Essa peça combina comigo?
Quem vive antenada nas últimas novidades de moda ou segue algumas fashionistas no Instagram, não tem dificuldade de enxergar o que em breve vai virar tendência. Mas por mais que a tal roupa fica linda em celebridades ou it-girls por aí, será que elas combinam com seu estilo e personalidade? Se você faz a linha mais romântica, adora um babado e salto alto, de nada adianta comprar um sneaker só porque está super na moda. Basta pensar duas vezes para ter certeza de que ele não combina com nada no seu armário e, provavelmente, não vai nem sair da caixa.

top-best-womens-clothes-womens-clothes-shops-stores-in-dubai-uae

6. Será que preciso comprar essa roupa agora?
Quando a nossa vontade de comprar é mais por impulso e ansiedade do que, de fato, amor pela roupa, minha sugestão é colocar a peça de volta no cabide e voltar para a casa. Se a vontade passar ou se você esquecer rapidinho da peça que experimentou, é porque você não precisava dela, agora, se depois de dias aquela roupa não sai da sua cabeça, aí sim você tem cartão verde para voltar na loja e compra-la rapidinho.

7. Eu posso pagar por essa comprar agora?
Antes de sair comprando sua “roupa desejo”, certifique-se de que ela não vai criar um buraco no seu orçamento. Esse excesso no extrato do cartão normalmente acontece em épocas de liquidação e você precisa ter certeza que esse dinheiro gasto não fará diferença no fim do mês e, mais do que tudo, se a roupa em questão vale tanto a pena assim fazer um desfalque no orçamento.

Para criar o guarda-roupa perfeito
Antes de mais nada, faça uma autoavaliação: para qual tipo de ocasião serve a maioria das suas roupas? Se você passa a maior parte do seu dia trabalhando, deve focar na compra por roupas sociais, agora se você faz home office, mas não dispensa a academia, roupas esportivas devem ser o seu principal foco de compra, e por aí vai!

Em seguida, certifique-se de fazer um levantamento de tudo o que você já tem. Desde camisas e calças até lingeries, meias e sapatos. Assim fica mais fácil focar no que de fato precisa ser substituído ou preenchido no seu armário.

Por fim, retire os excessos. Será que 10 calças jeans não é demais? Nessa hora vale a pena reler minhas dicas sobre como escolher o que vale dar ou manter no guarda-roupa. Assim você não ocupa espaço à toa, nem comprar uma roupa semelhante àquela que está esquecida no fundo da gaveta.

Dicas anotadas?

Bjs,
Fabi Scaranzi

*Imagens: Shutterstock

 


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação