Fechar
Menu
 1339
Ansiedade X dor de estômago: entenda a ligação e como tratar o incômodo
O estomago embrulha sempre que se vê numa situação de estresse, tensão e ansiedade? Entenda porque isso acontece e como lidar com o problema

dor de estomago1

Se toda vez que você se vê diante de um problema, notícia ruim ou em perigo, seu estômago queima, você sente náuseas e irritação, pode ter certeza: a culpa é da mistura de estresse e ansiedade!

De acordo com a nutróloga Ana Maria Monteiro, a ansiedade é uma condição natural do próprio organismo a fim de se adaptar a uma situação nova e, principalmente, responder de forma adequada. “Nessas horas de estresse e tensão você tem poucos minutos para se adaptar. Como reação, seu corpo libera o hormônio da adrenalina, sua pupila dilata, o sangue é direcionado para o cérebro, coração e músculos… Um processo que, dentro da medicina, chamamos de ‘luta ou fuga’. Uma vez que tudo se acalma, nosso corpo volta naturalmente ao normal”, explica.

Mas por que a dor de estômago?
Quem vive situações de estresse regularmente, seja no trabalho ou com a família, obriga o organismo a viver em estado de atenção regularmente. O resultado? Como mecanismo de defesa, desenvolvemos problemas de pele, dores nas costas, dores de cabeça, diarreia, taquicardia e principalmente dores de estômago – um dos órgãos mais sensíveis do corpo humano.

Excesso de acidez
Uma vez que a ansiedade é constante e a dor de estômago uma companhia comum, nossa digestão passa a ficar comprometida. A especialista explica que o sangue é desviado para o cérebro, coração (que bate acelerado) e músculos (preparando o corpo para a fuga, se necessário), diminuindo o ritmo de outros órgãos que são menos usados naquela hora – em especial o conjunto gastrointestinal.

Pra piorar, a forte presença de adrenalina e cortisol na corrente sanguínea faz com que o nosso corpo produza uma maior quantidade de ácido no suco gástrico e é essa acidez a principal responsável por irritar as paredes do estômago, causando náuseas e vômitos, e muitas vezes levando a casos mais graves de gastrite ou úlcera se não forem devidamente tratadas.

Resultado de imagem para person with crohn's disease

Tratamento
É verdade que a dor de estômago é consequência da ansiedade, mas para pôr fim ao problema, elas precisam ser tratadas separadamente. Se a dor de estômago vem acompanhada de períodos de muita tensão, além de taquicardia e sudorese, é fundamental procurar um tratamento psicológico a fim de controlar os episódios de ansiedade e evitar novas alterações gástricas.

Com as emoções sob controle, fica mais fácil procurar um especialista capaz de tratar a chamada “gastrite nervosa”, lidando especificamente com os sintomas presentes na região abdominal. Se for preciso, uma endoscopia digestiva alta pode ajudar a dar um diagnóstico mais preciso, além da inclusão de alguns medicamentos e mudanças na rotina, como:

Cortar alimentos ricos em cafeína do cardápio (chocolate, café, chá, refrigerante e bebidas alcoólicas)
Cortar alimentos gordurosos, processados e industrializados
Incluir na alimentação frutas não ácidas, como maçã, banana e goiaba
Tomar toda semana chás de hortelã ou camomila
Comer diariamente folhas verde-escuras, como brócolis e espinafre
Dormir bem (oito horas de sono, no mínimo)
Fazer atividades físicas diárias
Interagir com amigos, ter um hobby, ter uma vida sexual ativa…

Dicas anotadas? Dor de estômago, nunca mais!

Bjs,
Fabi Scaranzi


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
APP VIVO MULHER
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação