Chocolate amargo: arma poderosa para melhorar a memória

Não precisa mais abrir mão da sobremesa! O chocolate amargo entra na lista de alimentos que fazem bem à saúde, inclusive para proteger a memória

0 858

DBhCJRhXUAEmWdQ

Se você está de dieta ou busca manter uma alimentação saudável e, por isso, abriu mão da sobremesa, pode reconsiderar! De acordo com um estudo publicado no jornal científico “Frontiers in Nutrition”, está confirmado que o chocolate amargo faz bem para a memória.

E os cientistas italianos responsáveis pela pesquisa explicam: horas depois de comer o doce, nosso raciocínio, foco e capacidade de concentração melhoram, mesmo se estivermos cansadas uma vez que os flavonoides do cacau aumentam a circulação do sangue e, por isso, deixam o cérebro mais irrigado. De quebra, essas mesmas substâncias evitam a queda do desempenho dos nossos neurônios quando envelhecemos. Por isso o chocolate amargo é tão consumido por quem busca se prevenir de doenças neurológicas, como o Mal de Alzheimer.

Os responsáveis pelo estudo contaram ainda que consomem cerca de 100 gramas de chocolate 70% (conhecido como chocolate amargo) todos os dias para proteger a mente. Lembrando que um quadradinho de uma barra tradicional tem, em média, 20 gramas.

Como se acostumar com o chocolate amargo
Muita gente torce o nariz para essa iguaria. O motivo? Seu sabor pode ser bem forte e até um pouco desagradável para quem não está acostumada. Por isso, o melhor é começar aos poucos, com chocolates com 40% de cacau na composição, depois 60%, 70% e assim por diante. “Curta cada pedaço e lembre-se sempre: quanto mais concentrado, mais saudável o chocolate se torna. Quanto maior a concentração de cacau, menor o teor de açúcar do alimento”, disse a nutricionista de Porto Alegre, Adriana Lauffer, em artigo.

Benefícios do chocolate amargo
Ainda não se convenceu a comer um pedacinho de chocolate amargo todos os dias? Rico em flavonoides e um poderoso antioxidante, além de proteger a memória, ele apresenta outras vantagens à saúde. Espia só:

Diminui os riscos de doenças cardiovasculares e de câncer
Diminui o colesterol ruim e a pressão arterial quando associado a uma dieta balanceada
Melhora a circulação do sangue e previne problemas de visão
Eleva o humor e a sensação de bem-estar, uma vez que ele ajuda a liberar o hormônio da serotonina

Viu, só? Motivos é que não faltam pra você incluir um quadradinho desse chocolate na sua dieta! E o melhor: você pode comer esse docinho sem culpa. Oba!

Bjs,
Fabi Scaranzi