Menu
 1248
Dor de cabeça: a diferença entre enxaqueca e cefaleia e suas causas
Sua dor de cabeça dura mais de dois dias? Ela apresenta outros sintomas ou o incômodo é localizado? Descubra se você sobre de enxaqueca ou cefaleia e como prevenir e tratar

stress-and-anxiety-at-work

Quem é que nunca perdeu um dia inteiro de trabalho por conta de uma dor de cabeça? Ou deixou de curtir uma festa, um jantar entre amigos, a apresentação de teatro dos filhos ou até uma noite mais quente com o parceiro por conta dessa dorzinha incômoda e latejante?

O que muitos não sabem é que existe, sim, uma diferença entre cefaleia e enxaqueca. Enquanto a cefaleia pode ser causada por tensões do dia a dia e dura apenas algumas horas, a enxaqueca pode durar dias e vem acompanhada de uma série de outros sintomas. A Sociedade Brasileira de Cefaleia explica cada uma!

Cefaleia
Provoca dores que dão a sensação de cabeça pesada ou pressionada
É fraca ou moderada
Normalmente não nos impede se continuar realizando nossos compromissos
Não vem acompanhado de nenhum outro sintoma
Surgem principalmente por conta do estresse, ansiedade, depressão, alteração hormonal, noites mal dormidas, muitas horas sem comer
Geralmente é tratada com medicamentos

Enxaqueca
– Costuma começar com uma dor latejante em um dos lados da cabeça, aumentando aos poucos
– Além da dor, a pessoa com enxaqueca também apresenta aversão a luz e/ou ao som
– A visão pode ficar turva ou até enxergar pontos luminosos
– Episódios de náusea e vômito também são comuns durante uma enxaqueca
– É causada principalmente por alterações hormonais (principalmente durante a TPM), excesso de café ou muitas horas de atividade física
– Para algumas pessoas, certos alimentos como queijos, chocolate, frutas cítricas, adoçante, alimentos gelados ou gordurosos também causam crises de enxaqueca
– Ela pode durar entra quatro horas a três dias e, mais do que ser tratada com remédios, o recomendável é que se controle os sintomas, prevenindo o surgimento de novas crises

Agora que você já identificou se sua dor de cabeça não passa de uma cefaleia ou se você sofre de enxaqueca, é preciso levar outro fator em conta: o local da sua dor. De acordo com o neurologista, dr. Paulo Junqueira, explica que o incômodo de uma pontada localizada pode indicar (e muito!) como anda sua saúde.

Imagem relacionada

Dor de cabeça lateral
Sintoma clássico da enxaqueca, ela é latejante e vem acompanhada de uma alta sensibilidade a luz e som, enjoo e náusea. Essa dor de cabeça costuma ocorrer normalmente em um dos lados apenas, podendo migrar para o outro. O mais indicado é procurar um especialista em dor ou médico neurologista para indicar o melhor método de tratamento. Num primeiro momento vale a pena deixar num quarto escuro e ficar de olhos fechado.

Dor na testa ou no topo da cabeça
O especialista explica que essa é uma variação da cefaleia conhecida como “tensional” e normalmente é causada por estresse ou consumo excessiva de bebidas alcoólicas ou cafeína (café, chá preto…). O melhor a fazer é cortar o consumo dessas medidas e, nos próximos dias, reduzir o ritmo de trabalho ou estudo. Um analgésico é capaz de diminuir a dor depois de algumas horas.

Dor de cabeça atrás dos olhos (frontal)
Mais uma variação da cefaleia tensional, as principais causas dessa dor de cabeça segundo o neurologista são o estresse e doenças respiratórias, como a sinusite. Ela normalmente vem acompanhada de tosse e secreção no nariz e na garganta. “Se a causa da sua dor de cabeça atrás dos olhos for a sinusite, um clínico geral será capaz de indicar o melhor tratamento. No caso do estresse, não tem jeito: o segredo é desacelerar e tomar um analgésico recomendado por um especialista”.

Dor na nuca ou na parte posterior da cabeça
O acúmulo de estresse, ansiedade e tensão fazem com que os músculos do nosso pescoço fiquem enrijecidos, causando a dor de cabeça. Outro motivo para esse tipo de dor é a hipertensão ou um aumento momentâneo da pressão arterial, principalmente depois de atividades físicas. Quem for hipertensa deve seguir o tratamento já pré-estabelecido para controlar o quadro. Caso contrário, vale fazer um teste de pressão e, se ela estiver ok, procurar se acalmar (que tal exercícios de meditação?) e tomar um analgésico.

Bjs,
Fabi Scaranzi

*Imagens: Shutterstock

 


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DISSO
FAB PRODUÇÕES
BIOGRAFIA
PALESTRAS
APP VIVO ESTILO
  • Mulheres muito além do salto alto
  • Albert Einstein
Fabiana Scaranzi
© Copyright 2017 - Fabiana Scaranzi. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site por Design Ideal

Fabiana Scaranzi

Site feminino, com notícias, beleza, moda, saúde e bem-estar.

Coaching, Viagens, Vídeos, Como Fazer, Mundo Scaranzi

Por Fabiana Scaranzi

Miss Lily Comunicação